Embaixador do Turismo, Renzo Gracie volta a criar polêmica com franceses ao citar líder nazista; entenda

Publicado em 01/07/2020 por: Yago Redua
Embaixador do Turismo, Renzo Gracie volta a criar polêmica com franceses ao citar líder nazista; entenda Renzo voltou a se envolver em polêmicas com a França (Foto Yago Rédua / Revista TATAME)

publicidade

Nomeado Embaixador do Turismo no governo do presidente Jair Bolsonaro, Renzo Gracie colecionou mais uma polêmica envolvendo a França. Após chamar o presidente francês Emmanuel Macron de “pescoço de franga” e a primeira-dama Brigitte Marie-Claude de “dragão” (relembre aqui) em 2019, o faixa-preta ironizou o país europeu durante a Segunda Guerra Mundial.

A polêmica se deu início em 2012, quando Renzo publicou a frase “minha honra é minha lealdade”, de autoria de Heinrich Hinmler, um dos líderes do período nazista. A mensagem, que foi usada como um dos lemas do regime de Aldof Hitler, revoltou alguns seguidores no Twitter durante a última terça-feira (30).

Um usuário francês relembrou a publicação de Renzo na rede social: “Apenas Renzo dobrando seu amor ao citar nazistas. Você terá que retirar as citações nazistas de suas mãos frias e mortas”, escreveu no post.

Em seguida, o faixa-preta brasileiro disparou contra o francês: “Não é minha culpa que seus avós os deixaram (nazistas) marchar pelo seu país sem lutar. Foi isso que fez sua geração fraca votar no presidente (Macron)”, rebateu Renzo, afirmando que não sabia quem era o autor da frase, mas gostava do significado.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade