Exército chinês recruta lutadores de MMA para reforçar fronteira com a Índia após conflitos; confira

Publicado em 01/07/2020 por: Yago Redua
Exército chinês recruta lutadores de MMA para reforçar fronteira com a Índia após conflitos; confira Lutadores de MMA vão fazer parte de um programa para ficar na fronteira entre a China e a Índia (Foto reprodução Chinamil)

publicidade

A China convocou lutadores de MMA para reforçar suas tropas na fronteira com a Índia, em uma região do Himalaia que está sob disputa dos dois países asiáticos. Os lutadores – acredite se quiser – se apresentaram no último dia 15, segundo informações publicadas pelo jornal oficial do exército chinês, o “China National Defense News”.

A publicação, no entanto, não confirmou se o recrutamento tem relação com os recentes conflitos com o país vizinho. Wang Haijiang, comandante da zona militar regional, comentou a decisão do exército chinês, que segundo ele, “vai melhorar muito a organização e a força de mobilização local”.

No último mês de junho, aconteceu um combate, corpo a corpo, entre membros dos exércitos chinês e indiano em Ladakh, que é um vale que fica a cerca de 4 mil metros de altitude. Há registro de 20 soldados da Índia mortos, mas não existem números exatos sobre os combatentes da China que perderam a vida.

Essa batalha na fronteira do Himalaia por disputa territorial, vale lembrar, teve início no longíquo 1962.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade