Resumo do MMA: com Covid-19, Deiveson tem disputa de cinturão em risco; Dana ‘acalma’ Durinho

Publicado em 11/07/2020 por: Mateus Machado
Resumo do MMA: com Covid-19, Deiveson tem disputa de cinturão em risco; Dana ‘acalma’ Durinho Deiveson Figueiredo testou positivo para a Covid-19 e tem disputa de título ameaçada (Foto reprodução Instagram)

publicidade

A poucos dias de enfrentar Joseph Benavidez, no próximo dia 18 de julho, em Abu Dhabi, Deiveson Figueiredo teve uma surpresa desagradável. Foi confirmado que o brasileiro, em exame realizado nesta semana, em São Paulo, testou positivo para o novo coronavírus, e por conta disso, não embarcou para a “ilha da luta”, nos Emirados Árabes, na última sexta-feira (10), assim como outros brasileiros que estarão no card. A informação foi confirmada pelo site “Combate”.

Neste sábado (11), o paraense, que ainda não foi cortado do card, realizará um novo teste, e enquanto isso sua disputa de cinturão peso-mosca contra Benavidez corre riscos, tendo em vista que, se um novo resultado positivo for comprovado, Deiveson – que está isolado em um hotel de São Paulo – será impedido de viajar para Abu Dhabi, local do evento. Informações da equipe do lutador dão conta de que o “Deus da Guerra” testou positivo para a Covid-19 no mês de maio, apresentou sintomas, mas se recuperou. Dessa forma, o time mantêm as esperanças de que o resultado do novo teste dê negativo, ele possa viajar.

Caso o resultado positivo se confirme novamente, será a segunda vez que Deiveson Figueiredo perde a oportunidade de conquistar o cinturão peso-mosca do UFC. Em fevereiro, no UFC Fight Night 169, o brasileiro derrotou Joseph Benavidez por nocaute no segundo round, entretanto, por ter ficado acima do limite de peso permitido para a categoria, ficou sem o título. Caso o paraense seja retirado do evento, seu substituto será o compatriota Alexandre Pantoja, que está escalado para lutar no mesmo card.

Dana White indica que Durinho lutará pelo título em retorno

Depois de ser retirado do card do UFC 251, que acontece neste sábado (11), ao testar positivo para o novo coronavírus na última semana, Gilbert Durinho recebeu uma boa notícia. O brasileiro, que disputaria o cinturão meio-médio contra o campeão Kamaru Usman no evento, viu Jorge Masvidal substituí-lo na edição. No entanto, em conversa com jornalistas na última sexta-feira (10), Dana White, presidente da organização, tratou de tranquilizar o faixa-preta de Jiu-Jitsu, assegurando que ele será o próximo a disputar o título da divisão após o duelo entre Usman e Masvidal, independente do vencedor.

“Ele é o desafiante número 1. Ele é o cara ranqueado como número 1 no mundo. O garoto está faminto. Ele quer lutar, ele quer ser um campeão mundial, e ele é o número 1. Sim, isso o coloca em uma situação boa”.

Marlon Moraes revela que testou positivo para o coronavírus

Sem lutar pelo Ultimate desde dezembro do ano passado, quando derrotou José Aldo por decisão dividida no UFC 245, Marlon Moraes revelou que testou positivo para o novo coronavírus. O brasileiro afirmou ao “Inter TV Esporte”, afiliada da Rede Globo, que sua esposa, assim como ele, também foi contaminada e estão se recuperando na residência do casal, nos Estados Unidos. O peso-galo aproveitou para ressaltar que seus dois filhos estão bem e sem sintomas, porém, alertou para a população se prevenir contra a Covid-19.

“Estamos nos recuperando. Acho bom alertar a todos, tem que se cuidar”, disse o lutador, que é o primeiro no ranking da categoria peso-galo do UFC e, nas últimas semanas, lançou desafios a ex-campeões.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade