Após deixar dois cinturões vagos, GSP aponta sobre luta com Khabib: ‘UFC não quer que eu saia com o título dos leves’

Publicado em 28/08/2020 por: Yago Redua
Após deixar dois cinturões vagos, GSP aponta sobre luta com Khabib: ‘UFC não quer que eu saia com o título dos leves’ St-Pierre não luta desde 2017, quando finalizou Michael Bisping (Foto reprodução Instagram @georgesstpierre)

publicidade

Quando anunciou sua segunda aposentadoria do MMA, Georges St-Pierre deixou bem claro que não teve seu pedido atendido pelo UFC para, na época, lutar contra Khabib Nurmagomedov, campeão linear dos leves, e tentar faturar seu terceiro cinturão. Porém, com o futuro incerto do russo dentro do MMA após o falecimento do seu pai, Abdulmanap, o presidente Dana White afirmou que toparia casar um combate entre Khabib e GSP nos próximos meses.

No entanto, a surperluta aguardada pelos fãs aconteceria após a unificação de títulos entre Nurmagomedov e Justin Gaethje (campeão interino), em outubro, pelo UFC 254. O duelo contra St-Pierre, então, marcaria a despedida de “The Eagle”, que tentaria encerrar sua carreira invicta com uma marca de 30 vitórias.

Parte importante deste enredo, St-Pierre acha que as chances dessa luta acontecer são “pequenas”. O ex-campeão dos meio-médios e dos médios comentou que o UFC pode ter um receio de ele conquistar o título dos leves e se aposentar novamente, deixando, pela terceira vez, uma categoria masculina sem campeão.

“É preciso três partes para fazer uma luta: dois lutadores e a organização. E não sei se a organização iria querer isso. Eu sai com os títulos meio-médio e do peso médio. Eles certamente não querem que eu saia com o cinturão peso-leve. E eu tenho 39 anos. Não acho que poderia chegar a 70kg sem meu desempenho ser comprometido”, analisou o veterano canadense em entrevista ao site BT Sports nesta semana.

O corte peso, citado por GSP, pode ser um dos fatores que mais implique na realização da luta. O ex-campeão acredita que o ideal seja um peso-casado: “Khabib está lutando com 70kg, mas acredito que ele é mais pesado do que eu. Ele anda com um peso maior. Ele é mais jovem do que eu, então pode flutuar melhor no peso. Nunca fui fã de perder peso. Quer dizer, perdi peso, mas não perdi muito peso em comparação com a maioria dos caras. Tenho medo das consequências a longo prazo. E fisicamente, estou muito bem. Não tenho muita retenção de água e gordura quando estou por perto no meu peso”, concluiu.

St-Pierre não luta desde novembro de 2017, quando finalizou Michael Bisping e conquistou o cinturão dos médios em Nova York (EUA). Pouco tempo depois, abriu mão do título. Assim como GSP, Khabib também manifestou o desejo de que essa luta aconteça, em diversas entrevistas, ao longo dos últimos meses.

RELEMBRE:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade