Derrotada por Pannie Kianzad no final de julho por decisão dos árbitros, Bethe Correia cumpriu a última luta do seu contrato com o UFC e acabou sendo dispensada pela organização, que optou por não renovar o vínculo com a brasileira – ela lutava na franquia desde 2013. Atualmente com 37 anos, a paraibana se pronunciou pela primeira vez sobre sua saída do Ultimate e, através das redes sociais, publicou uma mensagem de despedida e agradecimento.

Na publicação, Bethe destacou a longa passagem que teve pela companhia e ressaltou sua satisfação em ter feito parte do processo de crescimento do MMA feminino nos últimos anos. A lutadora ainda deixou seu futuro no MMA em aberto, mas afirmou que, em breve, vai revelar o próximo passo da sua carreira.

“O UFC me escalou para a ‘ilha da luta’, em Abu Dhabi, um mês atrás e eu estava fazendo a minha última luta do contrato. Eu fiz uma história incrível, lutei com as melhores do planeta, disputei título e me sinto feliz em ter levado meu nome ao mundo. Como veterana, tenho orgulho de ter contribuído para o crescimento do MMA feminino. Gratidão ao UFC e não tenho nada a reclamar, sempre foram perfeitos e do jeito que eu imaginava e sonhava antes de entrar no UFC. Em breve contarei os meus projetos, na hora certa”, postou.

Com um cartel de 11 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional, Bethe Correia teve como seu momento de maior destaque o fato de ter chegado à disputa de cinturão peso-galo no UFC. Para isso, a brasileira superou três adversárias em sequência – Julie Kedzie, Jessamyn Duke e Shayna Baszler, respectivamente. No entanto, ao enfrentar a então campeã Ronda Rousey, em 2015, a “Pitbull” acabou sendo nocauteada em apenas 34 segundos. Em suas últimas apresentações, porém, Bethe contabilizou um triunfo e três reveses.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Ufc cast me to #abudhabi #ufcfightisland 1 month ago and was doing my last fight on the contract. I made an incredible story, fought with the best on the planet ?, competed for the title and I am happy to have taken my name to the world and as a veteran in the ufc I am proud to have contributed to the growth of the female Mma. Gratitude to the UFC and I have nothing to complain about, they were always perfect and the way I imagined and dreamed before entering the ufc. Soon I will tell you my projects, at the right time ?? #teamcorreia #betheeffect #ufc #wmma #letsgo #gobethe #inabudhabi … O ufc me escalou para abu dhabi #ufcfightisland a 1 mês e estava fazendo minha última luta do contrato. Eu fiz uma história incrível, lutei com as melhores do planeta, disputei título e me sinto feliz em ter levado meu nome ao mundo e como veterana no ufc tenho orgulho de ter contribuído pro crescimento do Mma feminino. Gratidão ao UFC e não tenho nada a reclamar, sempre foram perfeitos e do jeito que eu imaginava e sonhava antes de entrar no ufc. Em breve contarei a vocês meus projetos, na hora certa!

Uma publicação compartilhada por Bethe (@bethecorreia) em