Patrício Pitbull elogia valorização financeira do Bellator e admite: ‘Lyoto recebe aqui o que ele nunca ganhou no UFC’; saiba mais

Publicado em 17/08/2020 por: Mateus Machado
Patrício Pitbull elogia valorização financeira do Bellator e admite: ‘Lyoto recebe aqui o que ele nunca ganhou no UFC’; saiba mais Patrício Pitbull fez elogios ao Bellator, organização dirigida por Scott Coker (Foto Bellator MMA)

publicidade

* O tema envolvendo a valorização financeira dos atletas de MMA ganhou uma repercussão ainda maior a partir do momento em que lutadores do UFC passaram a falar abertamente sobre o assunto e, com algumas declarações fortes, exigiram que a organização os recompensasse de melhor maneira. Nomes como Jon Jones, Jorge Masvidal, Conor McGregor, Henry Cejudo e Paige VanZant se posicionaram sobre a questão dos salários e o atual campeão meio-pesado do Ultimate, inclusive, afirmou que não pretende entrar no octógono enquanto não chegar a um acordo com a franquia.

Em meio aos acontecimentos, a TATAME #262 foi lançada para aumentar o debate sobre o lado financeiro dos atletas de MMA, com declarações de lutadores, treinadores e outras personalidades do mundo da luta.

LEIA A TATAME #262 ONLINE, AQUI

Em entrevista, o brasileiro Patrício Pitbull, atual campeão peso-pena e peso-leve do Bellator, respondeu como a organização americana, liderada por Scott Coker, se posiciona em relação aos salários do seu plantel de lutadores. Satisfeito na questão financeira, Patrício fez elogios à companhia e para sustentar sua “tese”, citou até mesmo Lyoto Machida, que saiu do UFC e hoje é um dos principais atletas do Bellator.

“Os fãs de MMA, talvez, não reconheçam tanto o trabalho realizado pelo Bellator por não saberem quem são os atletas e não entenderem realmente do nível de lutas que se tem no Bellator. Por outro lado, a organização remunera muito bem seus atletas, digo isso com propriedade, estou há muito tempo aqui. Parece que o Bellator reverte cerca de 40% do que lucra e direciona isso para os lutadores, então os atletas ganham muito bem. O Lyoto (Machida), por exemplo, ganha uma bolsa no Bellator que ele nunca chegou nem perto de ganhar no UFC. Então, nesse aspecto (financeiro), os atletas do Bellator são muito bem valorizados, não é à toa que diversos nomes de peso têm vindo para cá ultimamente”, opinou Patrício.

* Por Mateus Machado

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade