Coluna da Arte Suave: a importância do aluno valorizar o trabalho realizado pelo professor; leia e deixe a sua opinião

Publicado em 29/08/2020 por: Mateus Machado
Coluna da Arte Suave: a importância do aluno valorizar o trabalho realizado pelo professor; leia e deixe a sua opinião Em seu novo artigo, Luiz Dias falou sobre a importância do Budô e seus conceitos (Foto Ilan Pellenberg)

publicidade

* Recentemente, fiquei pensando em uma questão interessante, que resultou nesse artigo. Será que todos os alunos valorizam realmente seus professores? O que é valorizar o seu professor ou mestre? É chamar ele de mestre ou “mestrão”, mas na hora de pagar a mensalidade, atrasar o pagamento, sumir ou não querer pagar a mensalidade pedindo bolsa? Creio que não.

Será que todos os alunos pagam conscientes de que estão investindo neles próprios, no seu bem-estar físico e mental? Em muitos momentos, já vi alunos pagando a mensalidade achando, infelizmente, que estão dando “uma força” para o professor. Já vivenciei essa situação em minha academia e ouvi de outros amigos professores. Existem alunos que querem treinar, mas não querem pagar. Alguns, realmente, por terem orçamento apertado, mas muitos não querem pagar por não terem isso como prioridade no seu dia a dia.

Para eles, existem outras prioridades, mas isso é problemas deles. Nós, como professores, vivemos de dar aulas de Jiu-Jitsu ou completamos nossos orçamentos dando aulas. Não temos obrigação de dar bolsas ou descontos indistintamente a todos que pedem, até porque muitos não querem pagar a mensalidade por acharem motivos ou apresentarem justificativas que não são problemas do professor, ou por se acharem acima de cobranças de mensalidade, mas vejo que dinheiro para outras coisas não falta. 

Os alunos podem estar ali por lazer, outros pensando em ser competidores, lutadores profissionais e muitos outros sonham em se tornarem professores. Quando você se tornar um faixa-preta, junto com a graduação, vem a possibilidade de mais uma profissão ou a sua única capacitação profissional. O engraçado é que muitos alunos querem que os seus respectivos professores entendam seus motivos, e será que eles próprios pensam que o professor não tem seus compromissos e despesas? E se ele for dar descontos e bolsas a todos, como pagará suas despesas? Será que já pararam para pensar que seu professor está ali nos dias combinados de aula, também com os seus problemas particulares, com suas preocupações, por vezes treinando com seus alunos com o corpo machucado, mas treinando para motivar a todos presentes? 

Os alunos precisam se colocar no lugar do professor. Já tive alunos que saíram da minha academia como se tivessem sido injustiçados por terem de pagar mensalidade ou não treinarem. A academia tem seus gastos fixos, e o professor tem de viver. Não quer pagar a mensalidade, tem outras prioridades, nós temos de respeitar as escolhas, mas não queira que o professor dê seu trabalho sem receber pagamento. Chamar de “mestrão”, mestre ou qualquer elogio, posts em mídias sociais e outras manifestações de respeito, sem querer pagar a mensalidade, vejo apenas como uma bajulação. 

Sempre paguei pelas aulas que recebi, pelos cursos e seminários que fiz, é o certo. Valorizar o seu professor, além do respeito dentro e fora dos tatames, é o compromisso com a mensalidade, sim. Não escrevo representando nenhum professor, escrevo por mim. Porque dar aulas de Jiu-Jitsu é o meu trabalho, é dele que vivo, e creio que deve ser a fonte de renda de muitos professores pelo mundo. Aos alunos que treinam, reflitam. Pagar mensalidade é um investimento para si próprio, e não um favor ao professor que está ali.

Para mais informações, veja https://www.instagram.com/luizdiasbjj/ ou entre em contato pelo e-mail geracao.artesuave@yahoo.com.br. Também conheça o http://www.geracaoartesuave.com.br/. Oss!

* Por Luiz Dias

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade