No último sábado (15), durante o UFC 252, realizado em Las Vegas, nos Estados Unidos, a organização anunciou oficialmente que o tão aguardado duelo entre o campeão Israel Adesanya e Paulo Borrachinha, que terá o cinturão peso-médio em jogo. O embate vai acontecer no dia 26 de setembro, na luta principal do UFC 253, que ainda não possui um local definido. Mas foi o que bastou para que os fãs de MMA, desde já, entrassem na expectativa para a disputa, que colocará frente a frente dois atletas que ainda estão invictos na modalidade.

A empolgação chegou também em Dana White, presidente do Ultimate. Logo após o UFC 252, ele não escondeu sua satisfação com o anúncio do combate e, sem pestanejar, declarou que o esperado encontro entre o nigeriano – atual detentor do título dos médios – com o brasileiro será a “luta do ano” em 2020.

“Eu não sei o que vocês acham, mas acredito que será a luta do ano. (…) Estou muito empolgado, muitas lutas boas virão (para o restante do ano de 2020). Mas acho que Adesanya x Costa (Paulo Borrachinha) vai ser a luta do ano, acredito nisso, será uma luta incrivelmente dura”, projetou o mandatário.

Invicto em 19 lutas, Adesanya fará sua segunda defesa de título. O nigeriano conquistou o cinturão da divisão ao nocautear Robert Whittaker, em outubro de 2019, e o manteve com triunfo sobre Yoel Romero, em março deste ano. Também invicto em 13 duelos, Borrachinha contabiliza cinco resultados positivos dentro do octógono, sendo quatro deles por nocaute e o mais recente, em agosto do ano passado, por decisão unânime, também contra Yoel Romero, em luta que o credenciou à disputa de cinturão.

“Acho que pela questão de estilos, é a luta perfeita. Se você olhar do jeito que o Paulo (Borrachinha) luta, ele te pressiona, fica na sua frente o tempo todo. O Adesanya gosta de ficar longe e te acertar. Acho que esta luta será uma guerra. Os dois são verdadeiros animais e querem muito essa luta”, finalizou o presidente.