Allan Puro Osso realizou, junto com Raulian Paiva, a mais emocionante luta da primeira edição do Contender Series Brasil, em 2018. Depois de três rounds apertadíssimos, os juízes se dividiram na pontuação e deram vitória para Raulian, que acabou contratado pelo UFC. Apesar de derrotado, Allan ouviu de Dana White, presidente da organização, que também receberia uma chance no Ultimate. Passados dois anos, entretanto, a ligação nunca chegou.

Ciente de que os grandes eventos precisam ter palavra e tratar os lutadores da melhor forma possível, o Taura MMA ofereceu uma oportunidade para “Puro Osso” que, na última quarta-feira (26), assinou contrato com a organização brasileira. O paulista vai se unir a craques como Bruno Korea e José Maria “No Chance”, ambos com passagem no UFC, na busca pelo título dos moscas (57kg), hoje em posse de Felipe Gheno.

Aos 28 anos, Allan Puro Osso tem um cartel de 17 vitórias e cinco derrotas como profissional. Seu ano de 2019 foi difícil, entre lesões e cancelamentos de lutas de última hora. Agora recuperado fisicamente, o paulista está pronto para ser escalado em um dos quatro eventos do Taura ainda este ano: no dia 23 de outubro, o Taura 10 acontece em Canoas (RS); na semana seguinte, o evento será em Kissimmee (EUA); em 21 de novembro, vai a Atlantic City (EUA); e fecha o calendário no Rio de Janeiro, em 6 de dezembro.