Fernanda Mazzelli fala sobre desafios dentro e fora dos tatames em meio à pandemia e projeta retorno após eleições

Publicado em 25/08/2020 por: Diogo Santarém
Fernanda Mazzelli fala sobre desafios dentro e fora dos tatames em meio à pandemia e projeta retorno após eleições Pré-candidata a Prefeitura, lutadora revelou seus planos para o futuro (Foto Lisa Pics / IBJJF)

publicidade

Fernanda Mazzelli já anotou o nome no hall dos grandes atletas da história do Espírito Santo. Campeã mundial de Jiu-Jitsu na faixa-preta em três oportunidades, a lutadora ainda foi a primeira mulher a vencer o torneio da IBJJF em três diferentes categorias de peso, além de já ter conquistado o Campeonato Brasileiro por 12 vezes – somando todas as faixas. Impedida de lutar desde o início da pandemia imposta pela Covid-19, Fernanda lamentou o fato de estar longe das competições.

“Sinto muita falta de competir, até porque esse ano os principais campeonatos que eu iria lutar seriam o Pan, e os Mundiais da IBJJF e de Abu Dhabi, estava muito focada para lutar no primeiro semestre. Esse sentimento, a sensação de não poder fazer o que a gente mais gosta, realmente é muito difícil”, desabafou.

Natural de Guarapari, cidade no Espírito Santo no qual foi eleita vereadora por duas vezes, Fernanda agora se prepara para mais um desafio fora dos tatames. Pré-candidata a Prefeitura, a faixa-preta espera poder colaborar para o crescimento da sua cidade natal caso vença as eleições programadas para o final do ano.

“Nesse segundo semestre realmente a minha principal meta são as eleições que acabaram sendo adiadas para novembro. Já estamos em ritmo de pré-campanha. Se Deus quiser vamos entrar com tudo nessa campanha como candidata a prefeita de Guarapari”, projetou a lutadora, atualmente aos 31 anos de idade.

Nos últimos anos, a faixa-preta ainda concilia a vida como lutadora e vereadora com a de idealizadora de um projeto onde ensina Jiu-Jitsu para crianças carentes no Espírito Santo. Focada nas eleições a seguir, Fernanda promete não abandonar o esporte mesmo se eleita, buscando colocar o nome da sua cidade e do seu estado no lugar mais alto do pódio nas principais competições realizadas mundo afora.

“Tudo se normalizando em 2021, se Deus quiser eu vou estar com tudo nas principais competições no primeiro semestre, independente do resultado da Prefeitura, estando eleita ou não. O foco maior é a minha cidade e a preocupação nas mudanças é essencial, mas sim, eu quero estar nas principais competições, principalmente o Mundial, o Brasileiro e o Pan. Vou poder lutar todos esses eventos acabando as eleições”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade