Líder da Top Brother elogia lançamento do Troféu Rio Novatos para faixas-branca e afirma: ‘Vai ajudar na trajetória deles’

Publicado em 23/08/2020 por: Yago Redua
Líder da Top Brother elogia lançamento do Troféu Rio Novatos para faixas-branca e afirma: ‘Vai ajudar na trajetória deles’ Liderada por Casquinha, a Top Brother foi a equipe campeã do infantil ao juvenil em edições passadas do Mineirinho (Foto: Divulgação)

publicidade

A FJJD-Rio vai retornar às atividades no próximo mês de setembro, com GPs entre equipes (adulto e master). Uma das principais novidades para o torneio, que será disputado na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico, Zona Oeste do Rio, entre nos fins de semana 19/20 e 26/27, será o Troféu Rio Novatos – que será exclusivo para faixa-branca. Um importante nome do Jiu-Jitsu, Cézar Guimarães, também conhecido como “Casquinha”, líder da Top Brother, destacou essa valorização aos iniciantes na arte suave.

Garanta o seu lugar no evento, AQUI

“Normalmente, as competições valorizam mais os graduados e na maioria das vezes os iniciantes, os faixas-brancas, ficam um pouco esquecidos e lutam no final do evento. Esta competição, específica para os novatos, vai ajudar inclusive a trajetória deles no Jiu-Jitsu e quem sabe chegar à faixa-preta. Afinal, o faixa preta é o branca que não desistiu. Excelente iniciativa da FJJD-Rio”, comentou “Casquinha”, que projetou a participação da sua equipe.

“A galera está muito empolgada e motivada para lutar esse evento, pois ficaram praticamente o ano todo sem competir e correndo o risco de não ter nenhuma competição em 2020. Estão doidos para se testarem e ver se estão preparados para ser um faixa-azul, quem sabe. Estão, treinando forte e com fome de pódio, sempre querendo chegar ao lugar mais alto. Parabéns ao presidente Rogério Gavazza, ao diretor técnico Carlão Barreto e toda a diretoria da FJJD-Rio. Pensaram bem e foi uma ótima estratégia para os faixas brancas que muitos deles ainda não nem competiram e será muito positivo para pegarem ritmo para o próximo ano”, apontou.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, as competições de Jiu-Jitsu, de todas as federações pelo Brasil e mundo, foram suspensas e as academias obrigadas a fecharem as portas. “Casquinha” garantiu que será importante esta retomada, até mesmo pensando em graduação no fim de 2020:

“Com certeza vai ajudar na avaliação para a graduação. Normalmente, nós fazemos duas: uma no meio do ano e outra no final. Com essa interrupção dos treinos, ficamos sem muito critério para avaliar os faixas brancas e essa competição veio como um divisor, não só para ver o nível técnico como avaliar também os que tem potencial para serem um competidor e lógico, futuros campeões”, concluiu.

O evento todo terá transmissão ao vivo nas redes sociais e tem como proposta promover as equipes e atletas. Além disso, a FJJD-Rio colocará em prática um protocolo sanitário contra Covid-19.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade