Desafetos Woodley e Covington se enfrentam em setembro; Lawler assume duelo contra Neil Magny

Publicado em 11/08/2020 por: Mateus Machado
Desafetos Woodley e Covington se enfrentam em setembro; Lawler assume duelo contra Neil Magny Duelo entre Tyron Woodley e Colby Covington deverá acontecer em setembro (Foto New York Post / UFC)

publicidade

Desafetos declarados, Tyron Woodley e Colby Covington finalmente vão resolver suas diferenças dentro do octógono, após um longo período de negociação e troca de provocações. Na última segunda-feira (10), através de sua conta oficial no Instagram, Woodley divulgou um vídeo afirmando que vai enfrentar o rival no dia 19 de setembro, no UFC Apex, em Las Vegas (EUA). O site MMA Fighting também confirmou a informação, no entanto, vale ressaltar que o Ultimate ainda não anunciou o confronto oficialmente.

Ex-campeão meio-médio do Ultimate, Tyron Woodley, atual quinto colocado no ranking da categoria, ostentou o cinturão entre 2016 e 2019. Atualmente com 38 anos, o americano possui um cartel de 19 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional, e vem de dois reveses consecutivos na organização, o último deles para o brasileiro Gilbert Durinho, por decisão unânime, em duelo que aconteceu no mês de maio.

Seis anos mais novo em relação a Woodley, Colby Covington, que está atualmente em segundo no ranking meio-médio, possui 15 triunfos e dois resultados negativos na carreira. O americano, que já foi campeão interino da divisão em 2018, será outro a buscar reabilitação no UFC, já que em seu último duelo, em dezembro do ano passado, foi superado pelo atual detentor do cinturão, Kamaru Usman, por nocaute.

 

Ver essa foto no Instagram

 

September 19th CockRoach Covington Gets Squashed!

Uma publicação compartilhada por Tyron Woodley (@twooodley) em

Lawler substitui Neal e enfrenta Neil Magny

Marcado para acontecer no próximo dia 29 de agosto, o card do UFC Fight Night em Las Vegas (EUA) teve uma importante mudança. Antes escalado para enfrentar Neil Magny na edição, Geoff Neal precisou ser retirado do evento após ser hospitalizado por um motivo ainda não revelado. Através de suas redes sociais, o lutador americano revelou que “quase morreu” por conta do grave problema de saúde.

“Essas últimas semanas têm sido malucas, e isso colocando de forma leve. É bem difícil encontrar um jeito eloquente de dizer ‘eu quase morri’. Então, que se f***. Eu quase morri. Isso realmente colocou muitas coisas em perspectiva para mim. Eu nunca pensei que estaria preso a uma máquina de diálise antes dos meus 30 (anos). Tudo estava indo bem para mim. Eu estava treinando todo dia, ganhando dinheiro no trabalho, tinha acabado de assinar um contrato para uma grande luta, então ‘boom’, a vida me atingiu com um choque de realidade. Estou apenas contente por estar em casa depois de passar quase uma semana na UTI. Fiquem seguros e escutem aos sinais do corpo de vocês sempre”, relatou Neal, que vem embalado por cinco vitórias consecutivas no UFC e, atualmente, ocupa a 11ª colocação no ranking dos meio-médios.

Neal será substituído por Robbie Lawler, de acordo com informações do site MMA Junkie divulgadas na última segunda-feira (10). Ex-campeão da divisão meio-médio, Lawler vive um momento de instabilidade em sua carreira, vindo de três derrotas consecutivas, para Rafael dos Anjos, Ben Askren e Colby Covington, respectivamente. Já Neil Magny vive uma fase oposta em relação ao oponente. O americano, de 33 anos, venceu as duas lutas que fez em 2020, diante de Jingliang Li e, mais recentemente, Anthony Rocco Martin.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Instagram
Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade