Roy Jones Jr mostra insatisfação por adiamento e ameça deixar luta com Tyson; evento se pronuncia

Publicado em 20/08/2020 por: Yago Redua
Roy Jones Jr mostra insatisfação por adiamento e ameça deixar luta com Tyson; evento se pronuncia Roy Jones Jr e Mike Tyson vão medir forças neste sábado (28), em Los Angeles (Foto reprodução Instagram @royjonesjrofficial)

publicidade

O adiamento da luta contra Mike Tyson, que passou do dia 12 de setembro para 28 de novembro, não agradou Roy Jones Jr. O ex-campeão contou em entrevista ao Daily Mail que não é mais um boxeador profissional e, por isso, precisa realizar outras atividades para ganhar dinheiro. Com o evento postergado para o fim de 2020, ele teria que manter um foco maior, abrindo mão de outras receitas, e por isso precisaria ser recompensado financeiramente.

“Eu tive que cancelar outros compromissos profissionais para estar aqui. Isso atrapalhou minha agenda. Eu tive que mudar as coisas. (…) Meus advogados estão conversando com os advogados dele (Tyson), tentando descobrir maneiras de tornar a situação melhor para que eu possa ser recompensando sobre isso (financeiramente), o que é mais benéfico para mim. Se não fizer sentido, (a luta) estará cancelada”, disparou.

A decisão de mudar o evento de setembro para novembro tem dois pontos, segundo a empresa CES MMA, que faz a promoção do show. Um aspecto é sobre a proximidade com o “Dia de Ação de Graça”, que é um feriado bastante festejado nos Estados Unidos. O outro, como explicou o executivo Jimmy Burchfield Jr ao MMA Fighting, tem relação com a “expectativa” de ter um evento com público na Califórnia (EUA).

“Nós sentamos e olhamos o que estava acontecendo, a luta entre Mike Tyson e Roy Jones Jr, e percebemos que as pessoas estavam exigindo ingressos, perguntando como ver isso ao vivo. Nós olhamos para isso e dissemos: ‘Ei, talvez haja uma possibilidade de empurrar para frente, onde podemos ter alguns espectadores’.  Então, esse foi um fator a se considerar”, declarou o executivo Jimmy Burchfield Jr.

Atualmente, alguns eventos esportivos nos Estados Unidos estão recebendo uma porcentagem baixa de público. A medida é um processo de flexibilização social por conta da pandemia de Covid-19. Mike Tyson, por sua vez, acredita que o adiamento do duelo permitirá um engajamento maior de público e marketing.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade