Dana White cita vitória de Adesanya como ‘domínio do ano’ e faz críticas a Paulo Borrachinha: ‘Foi muito estranho’

Publicado em 28/09/2020 por: Mateus Machado
Dana White cita vitória de Adesanya como ‘domínio do ano’ e faz críticas a Paulo Borrachinha: ‘Foi muito estranho’ Paulo Borrachinha foi nocauteado por Israel Adesanya no UFC 253 (Foto: Reprodução/YouTube/UFC)

publicidade

A expectativa era grande para a disputa de cinturão peso-médio entre Israel Adesanya e Paulo Borrachinha, que fizeram a luta principal do UFC 253, que foi realizado no último sábado (26), na “Ilha da Luta”, em Abu Dhabi. Muitos inclusive, trataram o encontro como a “Luta do Ano”. O que se viu, no entanto, foi um domínio por parte do nigeriano, que não deu chances ao brasileiro e o nocauteou no segundo round, mantendo o título em sua posse.

Após a realização do evento, em entrevista aos jornalistas, Dana White foi questionado sobre o que achou do confronto e não poupou críticas a Borrachinha, declarando que considerou “estranho” o desempenho do brasileiro no combate diante de Adesanya, tendo em vista o estilo explosivo do lutador mineiro.

“Estávamos esperando a ‘Luta do Ano’ e o que vimos foi o ‘Domínio do Ano’. Foi estranho porque, se olharmos todas as outras lutas de Borrachinha, ele sempre foi para cima dos adversários como se eles lhe devessem algum dinheiro. Nesta (luta contra Adesanya), eu acho que ele acertou apenas um jab a luta inteira. Não tentou o clinch na grade, não tentou pressionar, ficou voltando ao centro do octógono. Foi muito estranho. Se ele tivesse lutado como sempre lutou – lembrem da luta dele contra Yoel Romero, um dos caras mais perigosos de todos os tempos. Desta vez, Paulo ficou à distância recebendo golpes na perna, e na hora que decidiu colocar Adesanya contra a grade, logo depois voltou para o centro do cage. Ele não tentou nenhuma vez o clinch, acertou um jab e não partiu para golpear quando Adesanya soltava os chutes. Eu fiquei olhando e pensando: ‘Que p*** é essa?’ Adesanya não tinha nada com isso, fez a sua luta e fatiou Borrachinha pedaço por pedaço e fez parecer uma vitória fácil”, analisou o presidente do UFC.

Dana ‘indica’ próximos adversários de Adesanya e Blachowicz

Vitoriosos nas lutas principais da noite ao derrotarem Paulo Borrachinha e Dominick Reyes, respectivamente, Israel Adesanya e Jan Blachowicz já teriam seus próximos adversários visando suas defesas de cinturão. Também em conversa com jornalistas após o UFC 253, Dana White revelou que Adesanya deverá aguardar o duelo entre Jared Cannonier e Robert Whittaker, agendado para o UFC 254, em 24 de outubro, e o plano do mandatário é colocar Cannonier como próximo desafiante do nigeriano em caso de triunfo contra o ex-campeão Whittaker.

“Essa é a luta se (Jared) Cannonier vencer. E eu amo isso no Adesanya. Ele está pronto para quem é o próximo, quem mais acha que pode vencê-lo”, disse.

Nos meio-pesados, a situação ainda é indefinida. Apesar de afirmar em ocasiões anteriores que o vencedor da luta entre Thiago Marreta e Glover Teixeira receberia a chance de disputar o cinturão, Dana White acrescentou o nome de Jon Jones à lista. O ex-campeão, que abriu mão do cinturão meio-pesado, disse em suas redes sociais que estaria disposto a retornar aos 93kg para enfrentar Blachowicz em uma luta pelo título.

“Esses são os caras (Thiago Marreta e Glover Teixeira) que lutam pelo próximo title shot. Mas, obviamente, se Jon Jones quiser essa luta, não negaríamos a chance a ele”, concluiu.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade