De equipe nova, peso-galo Wallace Lopes esbanja confiança para buscar quarta vitória consecutiva no Shooto Brasil 101

Publicado em 04/09/2020 por: Mateus Machado
De equipe nova, peso-galo Wallace Lopes esbanja confiança para buscar quarta vitória consecutiva no Shooto Brasil 101 Wallace Lopes (ao centro) tem duelo marcado e mira cinturão do Shooto Brasil (Foto divulgação)

publicidade

Quase seis meses após sua última vitória, Wallace Lopes (6-1), o “Angolano”, se prepara para retornar ao octógono no próximo dia 27 de setembro, no Shooto Brasil 101. O lutador carioca, de apenas 23 anos, vai enfrentar o paraense Rogério Monteiro (4-1), 28 anos, na categoria até 61kg, em um dos duelos mais aguardados. O evento, vale lembrar, será realizado na ViVi Arena, no Rio de Janeiro, com portões fechados e transmissão ao vivo do canal Combate.

Com três vitórias consecutivas, Wallace aposta na mudança de ares para emplacar mais um resultado positivo e se aproximar de uma disputa pelo cinturão. Para isso, ele conta com o apoio de sua nova equipe, a Baixinho Simões Team, liderada pelos representantes da Luta Livre Alexandre Barros e Edu Simões.

“Eu precisava dessa mudança para seguir meus objetivos como atleta. Foi a melhor decisão que fiz, sem dúvidas tem sido um dos meus melhores camps (preparação) até hoje. Os treinos são de uma qualidade absurda, estou me sentindo muito bem. A confiança está alta para ter uma performance de alto nível e trazer mais uma vitória”, apostou Wallace, que possui um cartel profissional de seis vitórias e uma derrota.

Apesar de Wallace ter desabrochado no cenário nacional do MMA com um jogo muito forte em pé, o faixa-preta de Kickboxing tem demonstrado a cada luta sua evolução no solo. Não é à toa que suas duas últimas vitórias foram por finalizações. Por isso, ele esbanja otimismo e garante não ter preferência no estilo de luta.

“Sinceramente, minha estratégia é vencer apenas (risos). Não estou preocupado se a luta vai se desenvolver em pé ou no chão. Todos sabem que fico à vontade na trocação, mas tenho treinado muito Jiu-Jitsu e grappling, e hoje posso dizer que estou muito confortável no solo também. Acho que já venho mostrando isso nas minhas últimas lutas”, afirmou o jovem atleta, que também é graduado faixa-roxa de Jiu-Jitsu.

Novo treinador rasga elogios: ‘Muito completo’

Edu Simões, que tem acompanhado de perto os treinamentos de Wallace na Baixinho Simões Team, falou sobre a chegada do peso-galo à equipe do Rio de Janeiro e não poupou elogios ao novo comandado.

“O Wallace chegou durante a pandemia, em um momento em que estávamos todos um pouco desmotivados com tudo isso. A força que ele trouxe para a equipe foi algo surreal, posso dizer que foi uma injeção de ânimo para recomeçarmos com o objetivo de chegar forte em qualquer evento”, relembrou Edu.

O treinador também falou sobre as qualidades de Wallace e se mostrou surpreso com o leque de finalizações apresentado pelo jovem atleta. “É um lutador muito completo, vai sempre se destacando no ponto fraco do seu adversário. Tem um jogo em pé muito consistente, mas como ele vem de uma grande escola de grappling, tem um jogo agarrado muito forte também. O leque de finalizações o torna completo”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade