Lutador Navid Afkari é executado por enforcamento pelo governo do Irã; UFC e COI se manifestam

Publicado em 13/09/2020 por: Yago Redua
Lutador Navid Afkari é executado por enforcamento pelo governo do Irã; UFC e COI se manifestam Navid Afkari foi morto por enforcamento no sábado pelo governo iraniano (Foto reprodução Twitter)

publicidade

As mídias estatais do Irã confirmaram que o lutador Navid Afkari, de 27 anos, foi morto por enforcamento na manhã de sábado (12) após ser condenado à morte pelo governo iraniano. O atleta de Luta Olímpica, que chegou a ser campeão iraniano, era acusado de matar um agente durante um protesto e formar um grupo contra o país ao lado dos irmãos Vahid e Habib.

Amigos e familiares de Afkari contaram que o lutador confessou o crime após ser torturado. A única testemunha do caso afirmou que o lutador se parecia com o assassino, mas que não tinha certeza se realmente era ele. O advogado do lutador garante que ele era inocente, mas a Suprema Corte do Irã rejeitou uma nova revisão do caso. Além disso, a família acusa do Estado de não dá o direito a última visita para prisioneiros que serão executados – o que é uma lei no país.

A TV estatal leu a decisão de execução, em um comunicado: “A sentença de retaliação contra Navid Afkari, o assassino de Hassan Turkman, foi executada esta manhã (sábado) na prisão de Adelabad em Shiraz”, diz parte do documento. Foi informado também que o corpo do atleta não será enviado à família.

Diversas entidades internacionais do esporte e outras organizações humanitárias, como o Comitê Olímpico Internacional, o COI, o UFC, a Anistia Internacional, por exemplo, fizeram campanha nas últimas semanas e manifestaram seu repúdio neste sábado. A World Players Association (WPA), associação mundial que representa aproximadamente de 85 mil atletas, pede que o Irã seja expulso das competições internacionais.

Confira abaixo a nota do COI:

“A execução do lutador Navid Afkari no Irã é uma notícia muito triste. O COI está chocado por este anuncio hoje. Através de cartas, Thomas Bach, presidente do COI, fez apelos diretos e pessoais ao Líder Supremo e Presidente do Irã esta semana e pediu perdão a Navid Afkrai, enquanto respeitou a soberania da República Islâmica do Irã. É extremamente frustrante que os apelos de atletas por todo o mundo e o trabalho de bastidores do COI, junto com o Comitê Olímpico do Irã, da Federação Internacional de Wrestling e a Federação Iraniana de Wrestling não alcançou o objetivo. Nossos pensamentos estão com a família e amigos de Navid Afkari.”

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade