Mackenzie cita evolução na luta em pé e projeta duelo com Randa: ‘Vou apavorar na trocação’; saiba

Publicado em 16/09/2020 por: Yago Redua
Mackenzie cita evolução na luta em pé e projeta duelo com Randa: ‘Vou apavorar na trocação’; saiba Conhecida pelo Jiu-Jitsu, Mackenzie tem procurado evoluir na trocação (Foto: Reprodução/Instagram/@mackenziedern)

publicidade

* Dona de um Jiu-Jitsu de alta qualidade, Mackenzie Dern tem procurado evoluir e adaptar cada vez mais o seu jogo para o MMA. A peso-palha, que tem compromisso marcado no próximo sábado (19), contra Randa Markos, pelo UFC Vegas 11, contou à TATAME que tem se dedicado intensamente para afiar a trocação. Ao ser indagada sobre a possibilidade de o primeiro nocaute na carreira acontecer contra a canadense, a lutadora foi categórica e disse que “não se surpreenderia”.

“Estou treinando trocação todo dia, só domingo que não. Meu coach tem me ajudado muito. Ele treina todo dia comigo. Eu até treinaria domingo, mas ele disse que não precisava e podia descansar, correr ou fazer outra atividade, porque eu estava evoluindo muito bem. Todo esforço está sendo recompensado. Ele ta me dando uma vibe muito boa e até disse que acho que vai rolar um nocaute (risos). Eu não vou ficar surpresa se acontecer (o nocaute). Tenho treinado mais trocação do que Jiu-Jitsu”, projetou Dern, que defende o Brasil e os Estados Unidos.

De olho em iniciar uma sequência positiva na categoria dos palhas, já que venceu Hannah Cifers no último compromisso em maio passado e se reabilitou da derrota para Amanda Ribas, Mackenzei comentou como foi o camp. A atleta disse que está bem preparada e que fez valer a preparação de oito semanas para este confronto. No mais, também fez uma análise de Markos e contou sobre a histórica chave de perna aplicada em sua última exibição, que foi a primeira finalização deste tipo dentro das categorias femininas do UFC.

Confira outros trechos da entrevista com Mackenzie Dern na íntegra:

– Preparação para o UFC Vegas 11

Esse foi o camp que eu mais treinei para uma luta, estou muito feliz. Acho que o fato de a minha luta (contra a Hannah) ter sido no início da pandemia, estava tudo muito restrito, não tinha certeza se o combate iria acontecer, meio confuso. Depois das minhas lutas, gosto de viajar e tirar uns dias, desta vez, voltei para casa, descansei um pouquinho e fui treinar. Foram oito semana treinando forte, três vezes ao dia. Estou focada no treino, meu marido está me ajudando muito também. Sabendo quem é a adversária, a data certinho… Foi bem mais organizado o camp desta vez.

– Vontade de lutar outra vez em 2020

Acho que se eu ganhar e não sair com lesão, ainda posso fazer mais uma luta em 2020. Contra a Hannah, quando acabou a luta, falei com o Dana que queria lutar de novo o quanto antes, mas depois que passou a adrenalina, as dores começaram (risos). A gente fica ansiosa para lutar de novo. Meu empresário falou que era melhor voltar para a academia, treinar e evoluir mais. Vi que isso foi o melhor que eu fiz.

– Análise da adversária Randa Markos

Eu acho que ela vai ficar mais no contra-ataque e tentar ficar na trocação, esperando eu ir pra frente, porque eu vou tentar encurtar a distância e levar para o chão. Se Deu quiser, vou levar um bônus. O octógono do UFC Apex é bem menor, mas quero pressioná-la. Minha estratégia vai ser apavorar ela na trocação. Se eu ver abertura, vou levar para o chão e finalizar mesmo, mas a minha trocação melhorou bastante.

– Finalização que entrou para a história

Foi muito legal foi uma e uma surpresa enorme. Eu vejo os homens fazendo chave de pé, perna e joelho no UFC. E nas competições de Jiu-Jitsu têm muita finalização assim também. Fiquei muito feliz. Umas três semanas depois, eu acho, a Ariane Lipski encaixou também essa finalização. As coisas acontecem como tem que acontecer. Toda a história que eu tenho no Jiu-Jitsu, de ser campeã mundial e agora ser a primeira mulher a fazer a chave de perna no UFC. Olha, eu tenho outras finalizações que são inéditas no UFC e poderei aplicar. Se a chave de joelho que é tão comum, foi inédito no MMA feminino, então, posso aplicar outros tipos nas lutas e conquistar mais finalizações legais, além de ganhar mais bônus (risos).


CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 178
Las Vegas, Estados Unidos
Sábado, 19 de setembro de 2020

Card principal (21h, horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Colby Covington x Tyron Woodley
Peso-meio-médio: Donald Cerrone x Niko Price
Peso-médio: Khamzat Chimaev x Gerald Meerschaert
Peso-meio-pesado: Johnny Walker x Ryan Spann
Peso-palha: Mackenzie Dern x Randa Markos
Peso-médio: Kevin Holland x Darren Stewart

Card preliminar (18h, horário de Brasília)
Peso-mosca: Mayra Sheetara x Mara Romero Borella
Peso-galo: Jordan Espinosa x David Dvorak
Peso-galo: Jessica-Rose Clark x Sarah Alpar
Peso-pena: Journey Newson x Randy Costa
Peso-galo: Andre Ewell x Irwin Rivera
Peso-pena: Darrick Minner x TJ Laramie
Peso-meio-médio: Miguel Baeza x Jeremiah Wells
Peso-mosca: Tyson Nam x Jerome Rivera

*Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade