Overeem faz valer experiência e nocauteia Sakai no UFC Vegas 9; Michel, Vivi e Sergipano triunfam

Publicado em 06/09/2020 por: Mateus Machado
Overeem faz valer experiência e nocauteia Sakai no UFC Vegas 9; Michel, Vivi e Sergipano triunfam Alistair Overeem nocauteou Augusto Sakai na luta principal do UFC Vegas 9 (Foto: Reprodução)

publicidade

Realizado neste sábado (5), em Las Vegas (EUA), o UFC Fight Night 176 foi “encurtado” com o cancelamento das lutas Thiago Moisés x Jalin Turner e Marcos Pezão x Alexander Romanov de última hora, mas as sete lutas do card agitaram os fãs de MMA. Na luta principal do evento, no auge de seus 40 anos, Alistair Overeem fez valer sua experiência e nocauteou o brasileiro Augusto Sakai por nocaute técnico no quinto round.

No co-main event da edição, Ovince St-Preux e Alonzo Menifield vinham fazendo um combate equilibrado na trocação, mas no segundo round, justamente no momento em que estava sendo “encurralado” contra a grade, St-Preux colocou seu estilo ofensivo em jogo e, com um potente golpe de esquerda, que pegou em cheio no rosto de Menifield, saiu vencedor por nocaute e emplacou sua segunda vitória nas últimas três lutas que fez pela organização. Além disso, outros três brasileiros estiveram em ação. Michel Pereira, André Sergipano e Viviane Araújo tiveram boas atuações e venceram Zelim Imadaev, Bartosz Fabinski e Montana de la Rosa, respectivamente.

Overeem supera Sakai e volta a sonhar com disputa de título

A primeira investida aconteceu por parte de Alistair Overeem, mas Augusto Sakai defendeu bem o ataque e passou a controlar o centro do cage. O brasileiro, logo na sequência, partiu para cima do holandês e conectou uma boa sequência de socos e joelhadas, que foram bem absorvidos por Alistair. Nos últimos segundos, Sakai conseguiu mais uma boa combinação ofensiva e terminou o primeiro round em vantagem. No segundo round, os dois lutadores vinham travando uma luta mais equilibrada, mas na metade da parcial, Augusto repetiu o que fez nos primeiros cinco minutos de combate e conseguiu mais uma sequência de socos, que terminou com uma nova joelhada. Overeem, em mais de uma oportunidade, buscou o seu já conhecido jogo de clinch, mas o brasileiro se mostrou preparado e conseguiu evitar o jogo agarrado do holandês.

Alistair Overeem continuou buscando o jogo agarrado e tentou pressionar Augusto Sakai contra a grade, todavia, o curitibano voltou a mostrar um bom jogo ofensivo e disparou mais uma “chuva de golpes”, novamente bem absorvidos pelo holandês, mas importantes para o brasileiro contabilizar pontos. Na reta final do terceiro round, o veterano conseguiu derrubar Sakai, mas Augusto controlou o ímpeto de Overeem no ground and pound. Augusto Sakai, mesmo desgastado, voltou a mostrar mais ação na luta em pé e aumentou o volume dos seus golpes e Alistair, mesmo recebendo muitos socos, apresentava boa defesa. O brasileiro também resolveu apostar nos chutes baixos, mas novamente foi derrubado pelo holandês, que jogou bem seu peso sobre o curitibano e conectou uma série de golpes fortes no ground and pound, complicando a situação de Augusto no duelo.

No quinto e último round, já vendo o grande desgaste de Sakai, Alistair Overeem não perdeu tempo e voltou a aplicar a queda sobre o curitibano. A partir disso, o holandês conectou três fortes cotoveladas e dois socos no ground and pound, o que forçou a interrupção do árbitro Herb Dean. Com a vitória por nocaute, Overeem engata seu segundo triunfo consecutivo, enquanto o brasileiro sofreu seu primeiro revés na organização após uma sequência de quatro resultados positivos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

FOUR DECADES IN THE GAME. @AlistairOvereem isn’t afraid of some deep water 🌊 #UFCVegas9

Uma publicação compartilhada por ufc (@ufc) em

Michel Pereira dá show e se recupera na organização

Michel Pereira e Zelim Imadaev começaram o confronto de forma estudada, com poucos golpes conectados. A primeira ação mais contundente foi tomada pelo brasileiro, que com seu estilo plástico, aplicou uma bela joelhada voadora, seguido de um chute com o apoio da grade, no estilo Ben Henderson contra Anthony Pettis. O paraense ainda levou o russo a knockdown depois de um golpe de direita nos últimos segundos. No segundo round, Michel seguiu controlando bem a distância, o que impedia o ataque por parte de Imadaev. O russo chegou a buscar a luta agarrada, mas Pereira se defendeu bem e continuou superior em mais uma parcial.

No terceiro e último assalto, Michel Pereira mostrou mais do seu estilo “acrobata” e deu um show de movimentação. O “Paraense Voador” chegou até mesmo a dar um tapa no russo, revidando o empurrão que Zelim Imadaev deu na encarada do dia anterior. Claramente superior nos três rounds, o brasileiro aplicou diversos golpes na luta em pé e ainda encontrou tempo para derrubar Imadaev e aplicar um justo mata-leão, recuperando-se das duas derrotas em sequência que havia sofrido na organização.

Sergipano brilha e finaliza Fabinski

Logo de cara, Bartosz Fabinski pressionou André Sergipano contra a grade e buscou a queda, que foi bem defendida pelo brasileiro inicialmente. O polonês seguiu tentando a luta agarrada, mas foi surpreendido por Sergipano, que mostrou sua técnica de excelência no Jiu-Jitsu, buscou a guilhotina, e após Fabinski resistir, conseguiu a transição para o armlock, forçando os três tapinhas do oponente. Grande vitória para o brasileiro, que triunfa pela segunda vez na organização.

 

Ver essa foto no Instagram

 

JIU-JÍTSU! @andremunizsergipano mostrou toda sua categoria no chão e finalizou Bartosz Fabinski com uma chave de braço no 1º round no #UFCVegas9!

Uma publicação compartilhada por UFC Brasil (@ufc_brasil) em

Vivi Araújo tem boa atuação e vence americana

As duas lutadoras não hesitaram e partiram para a trocação desde os primeiros segundos de luta. Viviane Araújo aplicou o primeiro bom golpe ao acertar um cruzado de direita, que pegou em cheio no rosto de Montana De La Rosa. Mais ofensiva e efetiva em seus golpes, a brasileira levou a melhor no primeiro round e seguiu superior no segundo assalto, mantendo o controle das ações na luta em pé e combinando bons chutes e socos na média distância, que foram castigando o rosto da americana.

Sabendo de sua desvantagem no combate, Montana tentou aumentar o ritmo no terceiro e último round e chegou a tentar atrair Vivi Araújo para a trocação, mas a brasiliense se manteve focada e soube controlar o ímpeto da americana até o fim do combate. Por decisão dos árbitros, Vivi saiu com o triunfo na unanimidade e se recuperou da derrota sofrida para Jessica Eye em sua apresentação anterior.

Brasileiros retirados do card de última hora

Após Karol Rosa ser retirada do card na última quinta-feira (3) e ter sua luta contra Sijara Eubanks cancelada após ter problemas em seu corte de peso, outros dois brasileiros deixaram o evento de última hora. Thiago Moisés e Marcos Pezão testaram positivo para a Covid-19 horas antes do começo da edição e, por conta disso, tiveram seus respectivos duelos contra Jalin Turner e Alexander Romanov retirados do show.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Night 176
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 5 de setembro de 2020

Alistair Overeem derrotou Augusto Sakai por nocaute técnico no 5R
Ovince St. Preux derrotou Alonzo Menifield por nocaute no 2R
Michel Pereira finalizou Zelim Imadaev com um mata-leão no 3R
André Sergipano finalizou Bartosz Fabinski com um armlock no 1R
Brian Kelleher finalizou Ray Rodriguez com uma guilhotina no 1R
Viviane Araújo derrotou Montana de la Rosa por decisão unânime dos jurados
Hunter Azure derrotou Cole Smith por decisão unânime dos jurados

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade