Adesanya vê homofobia como razão por críticas após ‘sarrada’ em Paulo Borrachinha e avisa: ‘Eu não dou a mínima’

Publicado em 13/10/2020 por: Mateus Machado
Adesanya vê homofobia como razão por críticas após ‘sarrada’ em Paulo Borrachinha e avisa: ‘Eu não dou a mínima’ Israel Adesanya responde críticas sobre ‘sarrada’ que deu em Borrachinha (Foto reprodução YouTube UFC)

publicidade

Pouco mais de duas semanas se passaram desde a vitória de Israel Adesanya contra Paulo Borrachinha na luta principal do UFC 253, em Abu Dhabi. No entanto, a rivalidade entre os dois lutadores, e sobretudo a “sarrada” do nigeriano sobre o brasileiro após aplicar o nocaute, seguem repercutindo bastante. Ao simular o ato sexual enquanto Borrachinha ainda estava no chão, Adesanya recebeu inúmeras críticas por parte dos fãs e especialistas de MMA, o que levou o atual campeão peso-médio do Ultimate a se posicionar sobre a polêmica.

Em entrevista ao site MMA Fighting, o “Stylebender” deixou claro que não se importa com as críticas que recebeu pelo ato que fez com Borrachinha. Além disso, afirmou que a “sarrada” tomou uma grande repercussão por uma questão de preconceito da sociedade em questões relacionadas à sexualidade.

“Paulo (Borrachinha) tinha falado muita besteira e me insultou de muitas maneiras diferentes antes da luta. Meu gesto foi logo depois que a luta acabou e esperavam que eu fosse educado? Estão brincando comigo? Fui gentil quando me aproximei e perguntei se ele ia apertar minha mão. Ele me cumprimentou e eu agradeci pela luta. Foi um ato justificado. Isso é homofobia! As pessoas estão irritadas, estranhando o motivo para eu ter feito aquilo, dizendo que não sou homem, porque se sentem esquisitas. Estão questionando a própria sexualidade. Sinceramente, eu não dou a mínima para o que pensam. Não penso sobre isso e nem planejei nada”, disparou Adesanya, que garantiu que não pretende mudar seu estilo.

“Fui gentil quando, secretamente, mandei uma mensagem perguntando como estava a perna dele. Eu disse a Paulo que ele foi desrespeitoso, por isso fui desrespeitoso também. Se ele fosse respeitoso, eu também seria. Fiz dele um exemplo. Depois, ele fez um vídeo dizendo que vai me matar. Eu não sou um idiota, mas, se você é um idiota comigo, vou retribuir imediatamente”, finalizou Israel, que segue invicto, com 20 triunfos.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade