Adesanya explica anomalia no peito e rebate sobre esteroides: ‘Também duvidaria com minha atuação’

Publicado em 01/10/2020 por: Mateus Machado
Adesanya explica anomalia no peito e rebate sobre esteroides: ‘Também duvidaria com minha atuação’ Adesanya falou sobre anomalia que causou inchaço em seu peitoral direito (Foto reprodução Instagram @stylebender)

publicidade

Vitorioso na luta principal do UFC 253, realizado no último sábado (26), ao nocautear Paulo Borrachinha no segundo round, Israel Adesanya teve grande atuação e manteve o cinturão peso-médio do Ultimate em sua posse. No entanto, não foi somente o bom desempenho do nigeriano que chamou atenção dos fãs de MMA. Além da polêmica “sarrada” em Borrachinha, durante e após o confronto muitos comentários surgiram a respeito do músculo do peitoral direito do lutador, que apresentava um tamanho maior em relação ao peito esquerdo, mostrando um certo inchaço. Através das redes sociais, o que se viu foram comentários levantando suspeitas a respeito de um possível uso de esteroides anabolizantes por parte de Adesanya.

Ao ser questionado sobre o assunto em entrevista ao programa “Ariel Helwani’s MMA Show”, Israel reagiu com bom humor às “teorias” criadas com relação ao uso de substâncias proibidas. O detentor do título até 84kg reforçou que foi testado 32 vezes pela USADA (Agência Antidoping dos EUA) e nunca apresentou falhas.

“Eu não sei o que é isso (inchaço no peitoral direito), mas quer saber? Com um desempenho como esse (luta contra Paulo Borrachinha), eu também acharia que estava usando esteroides. Eles precisam de algo. ‘Não pode ser apenas ele. Não pode ser ele. Deve ser alguma coisa’. Então, para mim, é apenas diversão e brincadeira esse tipo de assunto. Eu não sou daquelas pessoas que precisam de uma ‘muleta’, que quando ela é retirada, se sentem fracas, inadequadas. Você vê, quando a USADA passou, muitas pessoas caíram. Muitos corpos mudaram e muitas pessoas não se sentiam bem o suficiente sem seus pequenos ‘suplementos mágicos’. Mas sim, eu não. Minhas habilidades pagam as contas”, disse o campeão, que também deu mais detalhes sobre a anomalia, reforçando que vem fazendo exames para ter mais detalhes.

“Eu não queria falar sobre isso até saber o que era. Estou com isso há oito semanas e está crescendo rápido. Minha namorada disse que eu precisava ir no médico, mas eu estava tipo ‘preciso acabar com essa luta primeiro’. Não sei o que é, mas pelo que eu li no Google sobre ginecomastia, acontece nos dois peitos e o meu é só em um. Nunca fui de ficar me diagnosticando pelo Google, e não vou começar agora. Então, eu fiz os meus testes e vou manter vocês informados quando os resultados saírem”, encerrou Adesanya.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade