Animada com boa estreia nos moscas, Jéssica Bate-Estaca mira Shevchenko ou Jennifer Maia: ‘Luto em qualquer lugar’

Publicado em 19/10/2020 por: Mateus Machado
Animada com boa estreia nos moscas, Jéssica Bate-Estaca mira Shevchenko ou Jennifer Maia: ‘Luto em qualquer lugar’ Jéssica Bate-Estaca já mira campeã Valentina e desafiante Jennifer (Foto reprodução Instagram @jessicammapro)

publicidade

Jéssica Bate-Estaca chegou “fazendo barulho” na categoria peso mosca. Em ação no UFC Fight Night 180, realizado no último sábado (17), em Abu Dhabi, a ex-campeã peso-palha teve grande atuação e nocauteou Katlyn Chookagian ainda no primeiro round, tornando-se a primeira atleta a vencer em três divisões de peso diferentes no Ultimate (palha, mosca e galo). O triunfo da brasileira tornou-se ainda mais importante por ser diante da atual número 1 do ranking até 57kg, ou seja, mesmo com apenas uma luta nos moscas, a atleta da PRVT já estaria próxima de uma disputa de cinturão.

Atuando em duas frentes, já que está em segundo no ranking peso-palha e venceu com autoridade a número 1 do peso mosca, Jéssica afirmou, em entrevista à TATAME na última semana, que sua subida para os 57kg não seria definitiva, porém, o bom resultado diante de Chookagian já a coloca na rota por uma disputa de título, e Bate-Estaca, certamente, estará de olho na luta pelo cinturão entre a atual campeã, Valentina Shevchenko, contra a brasileira Jennifer Maia, que vai ocorrer no dia 21 de novembro, pelo UFC 255. Prova disso é que, em conversa com jornalistas na “ilha da luta” após o evento do último sábado, a brasileira não escondeu seu desejo de enfrentar Valentina e disse, inclusive, que está disposta a substituir a atleta do Quirguistão – naturalizada peruana – ou Jennifer, caso uma delas não possa lutar no card.

“Acho que posso lutar contra a Valentina (Shevchenko). É algo que já deveria ter acontecido em outras organizações, então acho que vou fazer a diferença e realizar grandes apresentações nessa divisão. Com certeza vou estar pronta (para substituir Shevchenko ou Jennifer). Se isso acontecer, estarei lá, se necessário. Em qualquer outra divisão, peso galo ou peso pena, eu estarei pronta pra lutar”, afirmou Bate-Estaca.

Além da clara vontade de medir forças contra Valentina Shevchenko, Jéssica Bate-Estaca também ressaltou que um duelo diante da compatriota Jennifer Maia seria bem-vindo. Vale ressaltar que ambas se enfrentaram em 2012, pelo evento Samurai FC, e Jennifer superou Jéssica na decisão unânime dos jurados.

“Já perdi para ela (Jennifer Maia) antes de irmos para o UFC, então seria interessante (um duelo contra ela). Sei que melhorei muito, a Jennifer também melhorou muito, então esse é o ponto. Há muitas coisas que fazem sentido nesta divisão. Lutar com a Valentina faz sentido, lutar com a Jennifer Maia também , então sei que sou uma boa adição à divisão. Vamos lutar em qualquer lugar. Talvez com essa luta entre Jennifer Maia e Valentina, o UFC queira que eu faça uma outra luta, mas eu sou a pessoa que faz essa divisão se movimentar. É exatamente o que esta divisão precisava, ser mexida um pouco”, concluiu a brasileira.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade