Após duas derrotas polêmicas, Edson Barboza revela ‘cabeça tranquila’ para novo desafio: ‘Sei meu valor’

Publicado em 06/10/2020 por: Yago Redua
Após duas derrotas polêmicas, Edson Barboza revela ‘cabeça tranquila’ para novo desafio: ‘Sei meu valor’ Edson comentou sobre o seu atual momento dentro do UFC (Foto reprodução Instagram @edsonbarbozajr)

publicidade

* Edson Barboza estará mais uma vez em ação no UFC Fight Night 179, no próximo sábado (10), na “ilha da luta”, em Abu Dhabi (EAU). O brasileiro teve uma mudança de adversário nos últimos dias, quando estava programado para enfrentar inicialmente o nigeriano Sodiq Yusuff, que se lesionou. O atleta da American Top Team, agora, vai medir forças contra o finlandês Makwan Amirkhani no peso pena. À TATAME, Barboza disse que a mudança atrapalha um pouco por conta das características diferentes dos atletas. No entanto, garantiu que já tem um plano traçado para a luta.

“Na parte teórica modifica bastante sim (a mudança de adversário de última hora), porque eu ia lutar contra um cara destro e strike, agora vou enfrentar um lutador canhoto e com foco no grappling. Mas, luta é luta. Eu tive um tempo de sentar com os meus treinadores e conseguimos preparar uma estratégia para esse novo adversário, o Amirkhani”, analisou o brasileiro sobre o finlandês de 31 anos de idade.

O momento de Edson no UFC não é dos melhores. São cinco derrotas em seis lutas dentro da organização – sendo os dois últimos reveses bem controversos. Nos confrontos com Paul Felder (no peso leve) e Dan Ige (estreia no peso pena), o natural de Nova Friburgo, no Rio, perdeu por decisão dividida e diversos especialistas apontaram para uma decisão equivocada dos juízes. Barboza disse que não sente pressão.

“Eu acho que venci minhas duas últimas lutas no UFC, de forma clara. Os especialistas e até o Dana White (presidente do UFC) acreditam que eu venci. Só que no papel, diz que eu venho de derrotas, mas quem conhece luta, sabe que eu venci. E o momento, sei lá, é só mais um momento. Não me sinto pressionado, não. A cabeça está bem tranquila, sei das minhas condições e do meu valor”, comentou o lutador.

Confira outros trechos da entrevista com Edson Barboza:

– Preparação feita na American Top Team

A preparação foi ótima para esta luta, além do mais, faço parte do melhor time do mundo, que é a ATT. É uma estrutura maravilhosa, sempre organizam tudo direitinho para não ter muitos atletas na academia.

– Medo de ficar sem luta após lesão de Sodiq

Um pouco (medo de ficar sem luta). Eu estava treinando muito bem e não queria perder a chance de me apresentar. O principal medo era esse. Eu queria muito lutar e aproveitar essa minha boa forma atualmente.

– Análise da descida para competir nos penas

Me senti muito bem (atuando no peso pena) e um motivo de lutar de novo, é pelo fato de saber que podia lutar muito melhor. Estava há anos anos sem lutar na categoria dos penas. Acho que essa é a minha categoria. Não sofri para bater o peso e estou me sentindo muito bem. Tenho certeza que vou vencer.

– Desejo de lutar de novo em 2020 contra um Top 5

Eu amo o que eu faço, quero lutar o mais rápido possível de novo. Fico triste que lutamos pouco no MMA e tenho, particularmente, lutado menos nos últimos anos. Se Deus quiser, vou lutar mais uma vez ainda em 2020 e estou disposto a enfrentar qualquer um dentro do Top 5 (peso-pena) que queira lutar comigo.

CARD COMPLETO:

UFC Fight Night 179
Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU)
Sábado, 10 de outubro de 2020

Card principal (21h, horário de Brasília)
Peso-galo: Marlon Moraes x Cory Sandhagen
Peso-pena: Edson Barboza x Makwan Amirkhani
Peso-pesado: Ben Rothwell x Marcin Tybura
Peso-médio: Markus Maluko x Dricus du Plessis
Peso-pesado: Tom Aspinall x Alan Baudot
Peso-pena: Youssef Zalal x Ilia Topuria

Card preliminar (18h, horário de Brasília)
Peso-médio: Tom Breese x KB Bhullar
Peso-pesado: Chris Daukaus x Rodrigo Zé Colmeia
Peso-médio: Impa Kasanganay x Joaquin Buckley
Peso-galo: Ali Alqaisi x Tony Kelley
Peso-pena: Giga Chikadze x Omar Morales
Peso-galo: Tracy Cortez x Stephanie Egger
Peso-mosca: Bruno Bulldoguinho x Tagir Ulanbekov

* Por Yago Rédua

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade