Com um ‘nocautaço’ e uma vitória dominante, brasileiros brilham em nova edição do Karate Combat; veja como foi

Publicado em 19/10/2020 por: Mateus Machado
Com um ‘nocautaço’ e uma vitória dominante, brasileiros brilham em nova edição do Karate Combat; veja como foi Brasileiro Luiz Rocha saiu vencedor no main event do Karate Combat (Foto divulgação)

publicidade

Os caratecas brasileiros tiveram 100% de aproveitamento em mais uma edição do Karate Combat, que aconteceu no último domingo (18). Luiz Rocha e Bruno de Assis venceram Ilies Mardhi (França) e Gergely Horváth (Hungria), respectivamente, e foram dois dos destaques na quarta edição do evento, que traz cenários em computação gráfica para simular visuais futuristas e criar uma identidade visual diferenciada.

O paulista Bruno de Assis foi o primeiro a subir no “pit” e logo partiu para a trocação franca, acertando bons chutes altos e diretos no passivo húngaro. No segundo assalto, o paulista manteve a agressividade e conseguiu o nocaute com uma sequência de cruzados, garantindo sua segunda vitória consecutiva.

Na luta principal, o casca-grossa Luiz Rocha mostrou a consistência técnica que lhe é característica. Mais comedido no início, variou alturas e golpeou pontualmente durante todo o primeiro round. Com maior envergadura, o francês tentou circular para aproveitar brechas para contragolpear, mas sentiu os chutes baixos e diretos no plexo aplicados pelo carateca potiguar, que passou a cercá-lo sistematicamente. O panorama se manteve praticamente inalterado na parcial final. Rocha angariou mais vantagens com boas quedas, garantindo o triunfo e a vaga como próximo desafiante ao título da categoria.

“Meu oponente era rápido e muito estratégico. Ele tentou me surpreender algumas vezes, mas quase não me tocou. Minha tática era sólida, e agora me credenciei para o título. Não deixarei essa chance escapar”.

Equatoriano dá show

No outro desafio da noite, o equatoriano Daniel Viveros enfrentou o grego Stefanos Roupakas e aplicou um nocaute logo no primeiro round. No clinch, ele travou Stefanos pela cintura e arremessou fortemente o adversário, que acabou nocauteado ao atingir o tablado, recebendo ainda mais socos no ground and pound.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade