Leandro Higo celebra boa fase no Bellator e espera ter nova chance pelo cinturão dos galos: ‘É só uma questão de tempo’

Publicado em 22/10/2020 por: Diogo Santarém
Leandro Higo celebra boa fase no Bellator e espera ter nova chance pelo cinturão dos galos: ‘É só uma questão de tempo’ Peso-galo conquistou, na última sexta-feira (15), sua segunda vitória seguida por finalização (Foto Bellator MMA)

publicidade

Leandro Higo foi contratado pelo Bellator em 2017. Em três anos como atleta da organização, o representante da equipe Pitbull Brothers vive hoje o seu melhor momento no evento americano. O mossoroense até chegou em alta na franquia e, inclusive, disputou o cinturão da divisão duas vezes. Mas, pela primeira vez desde a sua estreia, ele emplacou duas vitórias seguidas no Bellator, e ambas por finalização. No último dia 15 de outubro, pelo Bellator 249, que foi realizado em Connecticut, nos Estados Unidos, a vítima foi Ricky Bandejas, que Leandro dominou por toda luta e finalizou com um mata-leão no segundo round.

“Já faz um tempo que estou na organização. Sempre estive muito motivado nessa divisão. Sempre soube que era uma divisão muito dura. Comecei no Bellator com uma derrota, mas agora tudo mudou. Estou evoluindo bastante na minha parte de grappling. Sou um grappler, mas estava arriscando muito nas minhas lutas, fazendo um jogo para mostrar ao público que eu também podia ser um striker. Mas por falta de sorte, vamos assim dizer, acabei sofrendo algumas derrotas. Agora encontrei o caminho das vitórias”, analisou Higo. “Entrei no caminho das vitórias e espero não sair tão cedo desse caminho. Estou bem feliz e motivado com as minhas performances, mas acredito que um novo e melhor Leandro ainda está por vir”, garantiu.

O atleta da Pitbull Brothers agora possuiu um cartel com 20 vitórias – 12 por finalização – e cinco derrotas. E depois de duas derrotas seguidas, voltou aos trilhos com duas vitórias consecutivas na divisão dos galos. Leandro espera se manter no caminho certo para em breve ganhar nova chance pelo cinturão da categoria.

“Sempre estive no topo da divisão. Já cheguei ao Bellator disputando o título. Mas meu começo foi um pouco turbulento, tive alguns reveses, uma luta nos penas (até 66kg) e duas nos galos (até 61kg), embora em uma a maioria das pessoas que assistiu acreditam que eu venci. Hoje estou muito melhor do que eu era, sei que estou nas cabeças e bem perto de disputar o cinturão. É só uma questão de tempo até a oportunidade”.

De Pitbull a ‘Alter’ Higo

O Bellator 249 também marcou a mudança de apelido de Leandro Higo. Antes chamado de Pitbull, ele agora que ser reconhecido como o “Alter” Higo. Seu sobrenome tem o mesmo som da palavra ego em inglês e seu treinador, Eric Albarracin, fez o trocadilho ao dizer que ele tem dupla personalidade.

“O Eric Albarracin queria que eu trocasse, que fosse diferente. Eu sempre fui conhecido como Pitbull, mesmo antes de me juntar na academia Pitbull Brothers. Sou de Mossoró, interior do Rio Grande do Norte, e me chamavam de Pitbull de Mossoró. Mas o Albarracin diz que eu tenho dupla personalidade. Que antes do treino eu brinco, fico rindo e quando estou treinando eu mudo completamente. E no dia da luta ele diz que eu me transformo, que sou um cara estranho. Ele disse que é o meu alter ego, o meu outro eu. E então começou a me chamar de ‘Alter Higo’, e disse que eu deveria trocar meu apelido para ser um personagem diferente. Só lá na academia tem uns 50 Pitbulls (risos), então agora sou ‘Alter Higo’ também (risos)”.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade