Pupilo de Lyoto, brasileiro Weber Almeida soma três nocautes seguidos no Bellator e mira cinturão: ‘Ainda não mostrei tudo’

Publicado em 22/10/2020 por: Diogo Santarém
Pupilo de Lyoto, brasileiro Weber Almeida soma três nocautes seguidos no Bellator e mira cinturão: ‘Ainda não mostrei tudo’ Aos 32 anos, Weber Almeida tem cinco lutas e cinco vitórias no MMA profissional (Foto Bellator MMA)

publicidade

Três lutas e três vitórias por nocaute. Esse é o saldo do brasileiro Weber Almeida no Bellator até agora, uma das principais organizações de MMA do mundo. Atualmente, o lutador natural de Cuiabá, Mato Grosso do Sul, treina com os irmãos Chinzo e Lyoto Machida nos Estados Unidos, e em entrevista à TATAME contou sobre a sua trajetória no esporte, origem no Caratê, a pressão para se tornar um “novo Lyoto”, sonho de ser campeão peso-galo do Bellator, etc.

“Estamos conversando no momento, acertando um novo contrato. Eles estão gostando do meu trabalho, foram três lutas, três nocautes, e não mostrei tudo. Ainda tenho muito para mostrar, não chutei, não botei pra baixo, mas vem coisa boa por aí (risos). Assim que acertar vocês vão saber”, contou o lutador.

Aos 32 anos, Weber começou “tarde” no MMA e precisou enfrentar diversas barreiras durante esse tempo. Depois de fazer sua estreia como profissional em 2015, demorou quatro anos até retornar, no Bellator, período em que adaptou seu jogo do Caratê para as artes marciais mistas, além de ter esperado a oportunidade certa. Em seu último combate, em agosto, nocauteou Salim Mukhidinov no primeiro round.

O grande sonho do lutador, é claro, é ser campeão da organização liderada por Scott Coker. O desafio, porém, promete não ser fácil no peso pena, categoria onde realizou suas três lutas. O atual dono do cinturão é ninguém menos do que Patrício Pitbull, campeão duplo – também dos leves – e um dos maiores nomes da história da companhia. Weber, entretanto, disse que seus planos são outros, de brilhar nos galos.

“Olha, nós (eu e o Patrício) temos o mesmo preparador físico, que é o Chicão, e eu tenho um grande respeito e admiração por ele. Com o meu biótipo, eu consigo alcançar uma performance melhor no peso galo, porque a minha vida inteira eu lutei em torno de 63kg. O que eu projeto para o futuro é descer para o peso galo e disputar o título. Eu devo fazer mais uma luta nos penas, fecho meu primeiro contrato, renovo, e aí vou 100% em busca do cinturão peso-galo”, projetou o brasileiro, que ainda comentou sua relação com Lyoto Machida, trajetória no Caratê, dificuldades durante a carreira, rasgou elogios ao Bellator e muito mais.

Assista à entrevista com Weber Almeida na íntegra:

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade