Por conta da nova onda de casos e mortes do novo coronavírus em território brasileiro, o projeto Brasil na Rota do Jiu-Jitsu foi adiado. A aventura dos mestres Fernandes Simplício e Edmílson Alves, ambos graduados 8º grau, iria acontecer agora no fim de 2020, mas foi transferida para o primeiro semestre de 2021.

Apesar do adiamento, o planejamento da primeira temporada segue como antes. Sair do Rio de Janeiro e desbravar o território brasileiro em direção ao Norte até o estado do Pará, que é considerado o berço do Jiu-Jitsu. Entre as cidades, serão realizados seminários, além do aspecto turístico, cultural e aprendizados.

Abaixo, os mestres Fernandes e Edmílson enviaram à reportagem da TATAME um comunicado direcionado aos líderes das equipes que vão receber o projeto em 2021. Para mais informações: +55 24 98118-7898.

“Informamos que conseguimos preparar tudo em tempo hábil, manutenção do carro, roteiro, parcerias com as equipes de todo o Brasil, com saída prevista para o dia 20 de novembro e chegada dia 20 de dezembro, mas devido a nossa grande preocupação com o aumento de casos com o Covid-19, algumas desistências em virtude de decretos municipais sobre aglomerações e fiscalizações, e também pela segurança de nossos professores  parceiros ao projeto e seus alunos, bem como o período de graduações e festas de final de ano das equipes, situação financeira dos atletas, entre outros motivos. Pedimos desculpas, mas decidimos  adiar o projeto para o primeiro semestre de 2021, para nossa segurança, dos professores e atletas. Desde já agradecemos a todos pela parceria, força e amizade… Muito obrigado! Oss”.