O último sábado (28), na Califórnia (EUA), marcou o retorno de Mike Tyson aos ringues após 15 anos. O ex-campeão mundial dos pesados, aos 54 anos, fez uma luta de exibição de Boxe animada contra Roy Jones Jr, que terminou com um empate. Dana White, presidente do UFC, elogiou a atuação de “Iron Mike” em coletiva após o UFC Vegas 15.

“O tempo leva todos nós para baixo, e uma das coisas que eu estava preocupado com o Mike é que ele ainda tem essa aura incrível e lutar é um jogo para jovens. Com tudo isso dito, ele parecia incrível. Fiquei impressionado com a forma dele no ringue”, destacou o dirigente, que ainda completou:

“Estou feliz por eles dois. Espero que ambos tenham ganhado um ‘zilhão’ de dólares, e isso tenha superado minhas expectativas”, comentou Dana White, que viu vitória de Mike Tyson no confronto de exibição.

Apesar de ter curtido o combate entre duas lendas, com regras específicas e adaptadas, Dana não parece disposto a repetir a fórmula no UFC. Ao ser indagado sobre a possibilidade de organizar Anderson Silva (45 anos) contra o próprio Roy Jones Jr (51 anos), o dirigente afirmou que gosta de assistir aos jovens talentos. Vale destacar que o “Spider” se desvinculou do UFC em 2020 após lutar pela companhia por 14 anos.

“Anderson Silva teve o seu dia. Roy Jones Jr também teve o seu dia. Hoje não é o dia deles. Simplesmente não é. Esses caras que você viu lutar (no UFC Vegas 15, dia 28) são o futuro. É nisso que estou interessado. Não é realmente o que eu faço. Há outras pessoas por aí que fazem isso (eventos de lutadores veteranos), muitas pessoas que fazem lutas de velhos. Eu não faço lutas de velho”, concluiu o presidente do Ultimate.