* Após quase um ano sem lutar, o peso-galo Raoni Barcelos está pronto para retornar ao octógono no próximo sábado (7), quando vai enfrentar Khalid Taha pelo card principal do UFC Vegas 13, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Embalado por quatro vitórias consecutivas, o brasileiro de 35 anos não vê a hora de entrar em ação, e em entrevista à TATAME, celebrou sua volta.

“Estou super feliz por voltar a fazer o que eu amo, ter essa oportunidade no UFC está sendo maravilhoso depois de tudo o que aconteceu. Eu ia lutar em março, por conta da pandemia o evento foi cancelado, mas ‘papai do céu’ sabe o que faz e agora vou vir com tudo. Tive um período de adaptação no início (da quarentena), mas logo depois os treinos foram voltando, cumprindo as regras, e me sinto 110% preparado”.

A última luta de Raoni foi em dezembro do ano passado, quando ele derrotou Said Nurmagomedov por decisão unânime dos jurados. Desde então, o brasileiro, assim como diversos outros lutadores, conviveu com problemas impostos pela pandemia do novo coronavíurs, e depois de algumas tentativas de luta, recebeu o convite para enfrentar Khalid. Raoni, vale citar, soma 15 vitórias e somente um revés no MMA.

“O camp foi basicamente a mesma coisa de sempre. A luta foi fechada faltando uma semana, eu ia encarar outros dois adversários diferentes antes, aí entrou o Khalid agora, que já estava no card (do UFC Vegas 13), mas o rival dele teve um problema com visto e foi cortado. Me chamaram para a vaga e eu topei na hora”, disse o peso-galo carioca, que analisou seu adversário, dono de um cartel com 13 triunfos e duas derrotas.

“Ele é um atleta bastante agressivo, preciso tomar cuidado em relação a isso, mas estou preparado para o que vier, surpreender e conseguir o nocaute ou a finalização. Acho que posso ter uma carta na manga”.

Desde 2018 no Ultimate, Raoni Barcelos irá se apresentar pela primeira vez em um card principal da organização. Animado com a oportunidade, o lutador não apressa as coisas na divisão peso galo, e mesmo com quatro triunfos em quatro lutas realizadas até agora, foca em seguir impressionando Dana White, presidente do UFC, além dos fãs de MMA, para depois almejar um lugar no ranking da categoria.

“Acho que faltam mais oportunidades para eu mostrar um bom trabalho (e entrar no Top 15). Essa vai ser a primeira vez que eu vou lutar em um card principal do UFC, então é me apresentar bem e impressionar os chefões, para depois enfrentar algum adversário ranqueado”, encerrou o pupilo do lendário Pedro Rizzo.

CARD COMPLETO:

UFC on ESPN 17
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 7 de novembro de 2020

Card principal (0h, horário de Brasília)
Peso-meio-pesado: Thiago Marreta x Glover Teixeira
Peso-pesado: Andrei Arlovski x Tanner Boser
Peso-galo: Raoni Barcelos x Khalid Taha
Peso-médio: Ian Heinisch x Brendan Allen
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Yan Xiaonan

Card preliminar (21h, horário de Brasília)
Peso-médio: Trevin Giles x Bevon Lewis
Peso-pena: Giga Chikadze x Jamey Simmons
Peso-pesado: Alexandr Romanov x Marcos Pezão
Peso-pena: Darren Elkins x Luiz Eduardo Garagorri
Peso-meio-médio: Max Griffin x Ramiz Brahimaj
Peso-galo: Gustavo Lopez x Anthony Birchak

* Por Diogo Santarém