FJERJ realiza Cerimônia de Outorga de Faixa e promove 13 judocas, entre eles um de 94 anos, à Kodansha; saiba mais sobre

Publicado em 20/11/2020 por: Mateus Machado
FJERJ realiza Cerimônia de Outorga de Faixa e promove 13 judocas, entre eles um de 94 anos, à Kodansha; saiba mais sobre Cerimônia homenageou o professor Durval Simas, de 94 anos, que chegou à faixa vermelha 9º Dan (Foto: FlashSport)

publicidade

Seguindo os protocolos de segurança durante a pandemia da Covid-19, a Federação do Estado do Rio de Janeiro realizou uma das Cerimônias mais importantes do calendário do Time Judô Rio: a Cerimônia de Outorga de Faixa 2020. Na Ilha do Itanhangá, na Barra da Tijuca, no último dia 7 de novembro, 17 judocas foram homenageados, sendo 13 promovidos ao nível de Kodansha, que “é um título de alta graduação específico do Judô criado pelo Kodokan. Deve ser outorgado àqueles que se empenharam no aprendizado, na prática contínua, na demonstração da sua eficiência técnica em competição e na devida dedicação, no ensino, no estudo e na pesquisa. Portanto, seu portador é depositário e responsável pela difusão dos princípios filosóficos e educacionais do Judô preconizados pelo Prof. Jigoro Kano”.

Sem sombra de dúvidas, o ponto alto da comemoração foi a promoção de grau do Professor Durval Simas, 94 anos, à faixa Vermelha, 9º Dan. Ele, que durante anos ministrou aulas no Mackenzie, segue mostrando aos mais jovens a arte do “Caminho Suave”. É a coroação de uma vida dedicada à formação de atletas e cidadãos.

“É muito importante valorizar quem construiu essa estrada de sucesso do Time Judô Rio, dentro e fora dos tatames. Mais do que os ensinamentos do Judô, o professor Simas incutiu em muitas crianças, jovens e adultos valores para a vida. A promoção ao 9º Dan é uma homenagem a um homem que é um exemplo de vida”, disse Jucinei Costa, presidente da FJERJ.

Assim, sensei Durval se coloca ao lado de outros grandes nomes do Time Judô Rio que já têm a honra de ser Kyudan: os senseis Geraldo Bernardes, Jair Hilario da Silva e Raimundo Faustino Sobrinho. Vale lembrar que, no Brasil, apenas o lendário sensei Massao Shinohara possui o 10º Dan.

Os professores promovidos à 6º Dan foram Alberto Nogueira de Carvalho, Carlos Eugenio Vieira Losso, César Romeu José da Silva, Ivan Martins Leite de Luna, João de Deus Lins Brandão Junior, Jaime José Garcia, Joseph Jean Beltrando, Jorge Luiz Rocha, Manoel Leandro Neto, Marcelo José Colonna de Miranda, Marco Alberto de Souza, Marco Antonio Rodrigues Santos e Ronaldo França de Carvalho.

“Desejamos os parabéns a todos os professores promovidos e os incentivamos a continuar trabalhando em prol do desenvolvimento do Judô Rio. São eles que fizeram e fazem a história da FJERJ ser tão rica”, disse o presidente Jucinei Costa.

Além deles, a campeã olímpica Sarah Menezes foi promovida ao 3º Dan e os ex-atletas Flávio Canto, medalhista olímpico, e Sebastian Pereira, medalhista mundial, receberam o 4º Dan. Sarah e Flávio não puderam comparecer à Cerimônia, mas Sebastian, atual gerente de Alto Rendimento e de Jogos e Operações do COB, fez questão de agradecer a homenagem.

“É sempre bom ser lembrado pelo que fizemos durante nossa carreira e, principalmente, pelos valores que o esporte nos ensinou e levamos para toda a vida. Hoje, sigo trabalhando em prol do esporte brasileiro, mas sem nunca esquecer das minhas origens. E ter participado da graduação do meu primeiro sensei Cesar Romeu como Kodansha, abrilhantou ainda mais o momento. Obrigado à FJERJ pela homenagem”, disse Sebastian.

Além do presidente, a FJERJ foi representada na Cerimônia pelo vice-presidente Leonardo Lara, pelo superintendente Jeferson Vieira e pelo coordenador da Comissão Estadual de Grau, Marco Aurelio Gama.

Veja também

publicidade

Mais lidas

publicidade

Newsletter

Assine nossa Newsletter e receba notícias e novidades em primeira mão

publicidade