No último dia 31, em Santa Catarina, aconteceu o Desafio Half Guard Jiu-Jitsu Company com lutadores catarinenses e gaúchos na faixa-preta. Foram seis atletas de cada estado em busca do prêmio de mil reais. O título ficou com Manoel Junior e o vice-campeonato foi para Vinícius Cecconi. Fechando o pódio apareceu Jackson Silva. Daniel Smania, responsável por organizar o evento ao lado de Ricardo Reis, fez um balanço do evento.

“Foi muito positivo. O público lotou os espaços permitidos pelos órgãos de saúde, a transmissão no Facebook atingiu mais de 20 mil visualizações, sendo assistido em diversos países. O feedback do público, dos atletas e professores foi bem legal também”, apontou.

Uma das grandes dificuldades foi realizar o evento em meio à pandemia do novo coronavírus. Daniel contou das dificuldades de organizar um torneio neste atual cenário: “Os desafios foram muitos, já é difícil organizar um evento em tempos “normais”, ainda mais durante uma pandemia, mas tentamos arriscar, tudo sempre dentro das normas estabelecidas pela secretaria de saúde do estado de Santa Catarina”, concluiu.

A próxima edição do evento será no dia 21 de novembro, com dois torneios na faixa-azul. Um abaixo e outro acima da categoria até 77kg. Mais uma vez, será a disputa entre catarinenses e gaúchos. Já no dia 19 de dezembro, com lutadores na faixa-preta, será um confronto entre o estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com oito componentes de cada lado. A equipe que vencer vai levar o prêmio de 4 mil reias.

Reveja o evento na íntegra: