A aguardada disputa de cinturão peso-galo entre o atual campeão, Petr Yan, e o desafiante Aljamain Sterling não vai mais acontecer no card do UFC 256, marcado para o próximo dia 12 de dezembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Embora os detalhes sobre o cancelamento do confronto permaneçam vagos, ao que tudo indica, Yan foi forçado a sair do combate por “razões pessoais”. Há esperança por parte da organização de que o duelo possa ser remarcado para o início de fevereiro, mas nada foi confirmado até o momento. A informação foi publicada pelo site MMA Fighting no último domingo (22).

O fato do Ultimate precisar retirar a disputa de cinturão entre Yan e Sterling do UFC 256 ajuda a explicar a razão da rapidez da franquia em tentar casar um combate entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno para o card, com o cinturão peso-mosca em disputa. Os dois lutadores entraram em ação no último sábado (21), no card do UFC 255, também realizado em Las Vegas. Campeão dos 57kg, Deiveson manteve o título ao finalizar Alex Perez na luta principal, enquanto Moreno nocauteou Brandon Royval. Após o evento, o brasileiro disse que estaria apto para lutar em dezembro, enquanto o mexicano pediu pela disputa de cinturão e, segundo a ESPN americana, ambos possuem um “acordo verbal” para medirem forças no próximo dia 12.

Vale ressaltar também que o UFC 256 já havia “perdido” uma disputa de título para o seu card, tendo em vista que Amanda Nunes precisou se ausentar da luta contra Megan Anderson, onde defenderia o cinturão peso-pena, com o combate sendo transferido para 2021, ainda sem uma data exata. Sendo assim, se os planos do Ultimate forem concretizados, o evento deverá contar com a disputa de cinturão peso-mosca entre Deiveson Figueiredo e Brandon Moreno na luta principal, enquanto Tony Ferguson e Charles do Bronx vão fazer o co-main event.

Moicano testa positivo para Covid-19 e tem luta adiada

Antes escalado para entrar em ação no próximo sábado (28), no UFC on ESPN 18, Renato Moicano foi forçado a sair do card após testar positivo para a Covid-19 em exame realizado recentemente. Dessa forma, o duelo do brasileiro diante de Rafael Fiziev, agora, vai acontecer no UFC 256, em 12 de dezembro. A informação foi confirmada inicialmente pelo canal do youtube “Punchline MMA”.

Renato Moicano não entra em ação desde março, quando derrotou Damir Hadzovic em apenas 44 segundos no card do UFC Brasília, evento que marcou sua estreia na categoria peso-leve. O lutador da American Top Team chegou a ter um confronto marcado contra Magomed Mustafaev para o mês de outubro, mas a luta foi cancelada por questões de visto. Atleta do Quirguistão, Rafael Fiziev não luta desde julho e vem embalado por duas vitórias consecutivas no Ultimate, sobre Alex White e Marc Diakiese, respectivamente.

Luta de despedida de Bethe Correia é transferida para janeiro

A luta de despedida de Bethe Correia do MMA, antes agendada para acontecer no próximo dia 5 de dezembro, no UFC on ESPN 19, em Las Vegas (EUA), contra Yanan Wu, agora tem uma nova data para ocorrer. Através de suas redes sociais, a brasileira revelou que o embate, agora, vai acontecer no dia 16 de janeiro, provavelmente na “Ilha da Luta”, em Abu Dhabi.

Segundo informações da “Ag. Fight”, a organização optou por mudar a data da luta por conta da dificuldade de Bethe e Yanan em renovar o visto de entrada nos Estados Unidos. O cenário atual de pandemia causado pela Covid-19 tem afetado o processo de renovação dos vistos, além disso, alguns países estão fechando suas fronteiras, tendo em vista que o número de casos e mortes voltou a crescer. Aos 37 anos, Bethe Correia entrou em ação pela última vez em julho, sendo derrotada por Pannie Kianzad na decisão unânime. Já Yanan Wu não luta desde agosto do ano passado, data em que foi superada por Mizuki Inoue na decisão dividida.