Nesta semana, Andy Foster, diretor executivo da Comissão Atlética do Estado da Califórnia, reafirmou que o retorno de Mike Tyson aos ringues após 15 anos, contra Roy Jones Jr, será apenas uma “luta de exibição”. No entanto, o brasileiro Rafael Cordeiro, treinador de “Iron Mike”, contou que a história não é bem assim.

O responsável por afiar o jogo de Tyson garantiu que a lenda do Boxe vai encarar Jones no próximo sábado (28), em Los Angeles (EUA), buscando o nocaute. Rafael Cordeiro acredita que o adversário fará o mesmo.

“Serão duas lendas no ringue, as duas vão buscar o nocaute. A luta tem três juízes e um árbitro, então é uma luta real e deve ter um vencedor. Não é mais uma exibição, alguém tem que vencer. Vamos tentar vencer do início ao fim. Mike não vai lá para uma exibição, ele vai para lutar”, disse o técnico, que prosseguiu:

“Isso é algo que ele realmente gosta (buscar o nocaute). Ninguém treina um mês inteiro para uma luta de exibição. Vai ser uma verdadeira luta. Respeitamos o Roy, porque ele está vindo para uma luta de verdade, e é isso que torna esse duelo tão diferente. Ambos estão vindo para uma luta real”, concluiu ao MMA Fighting.

Cordeiro, que é líder da equipe Kings MMA, ainda afirmou que o retorno de Mike Tyson, 54 anos, não vai ficar restrito a este combate. O brasileiro garantiu que o ex-campeão mundial dos pesados vai competir também em 2021. “Iron Mike” não luta desde 2005, enquanto Roy Jones Jr, aos 51, não atua desde 2018.