Amanda Nunes, que é campeã dos galos e dos penas do UFC, conquistou o Oscar do MMA pela terceira vez. A baiana recebeu o prêmio da revista americana Fighters Only. A cerimônia foi realizada de forma virtual por conta da pandemia do novo coronavírus. A “Leoa” já havia conquistado o título nos anos de 2016 e 2018.

Demain Maia foi o outro brasileiro premiado no evento, que teve a “Finalização do ano” com o impressionante mata-leão sobre Ben Askren. Quem recebeu mais prêmios na noite foi Israel Adesanya, atual campeão dos médios do Ultimate. O nigeriano foi escolhido como o “Lutador do ano” e o “Atleta não-americano do ano”.

O período de indicações para as premiações foi de 1 de janeiro de 2019 até 30 de junho de 2020.

Confira abaixo todos os premiados:

Lutador do ano: Israel Adesanya
Lutadora do ano: Amanda Nunes
Destaque do ano: Jorge Masvidal
Atleta não-americano(a) do ano: Israel Adesanya
Luta do ano: Weili Zhang x Joanna Jedrzejczyk (UFC 248)
Nocaute do ano: Jorge Masvidal sobre Ben Askren (UFC 239)
Finalização do ano: Demian Maia sobre Ben Askren (UFC Maia x Askren)
Virada do ano: Stipe Miocic contra Daniel Cormier (UFC 241)
Surpresa do ano: Alexander Volkanovski contra Max Holloway (UFC 245)
Técnico do ano: Trevor Wittman
Preparador físico do ano: Phil Daru
Academia do ano: American Top Team
Árbitro do ano: Herb Dean
Ring girl do ano: Brittney Palmer
Líder do ano: Dana White
Evento do ano: UFC
Personalidade do ano: Joe Rogan
Comentarista do ano: Daniel Cormier
Programa de MMA do ano: The Joe Rogan
Veículo de imprensa do ano: ESPN
Jornalista do ano: Ariel Helwani
Espírito de luta do ano; Dustin Poirier (Good Fight Foundation)