Na véspera de Natal, Vitor Belfort lançou um desafio para o youtuber Jake Paul, que vem ganhando projeção nas artes marciais após brilhar no evento “Tyson vs Jones Jr.”, quando nocauteou Nate Robinson, ex-astro da NBA. O americano ainda tem desafiado e provocado Conor McGregor, ex-campeão duplo do UFC. Mas, esse não foi o único nome que o carioca de 43 anos “convidou” para um combate nos últimos meses.

Em maio de 2018, no UFC 224, realizado no Rio de Janeiro, Belfort fez sua última apresentação – de quebra, se despediu do Ultimate. Na ocasião, foi nocauteado pelo compatriota Lyoto Machida, que também deu adeus ao evento naquele dia. Em março de 2019, o carioca assinou com o ONE Championship, mas nunca estreou.

Já em abril deste ano, Belfort revelou ao portal Asian MMA que seu adversário de estreia no ONE seria o camaronês Alain Ngalani, de 44 anos, que é oriundo do Kickboxing: “É um atleta muito duro, muito habilidoso e forte. Um homem realmente grande. É isso que estou procurando para um bom desafio”, disse à época.

O ano de 2020 está chegando ao fim e o combate contra Alain Ngalani jamais chegou a ter uma data definida. Neste período de 31 meses desde sua última apresentação, Belfort coleciona uma série de desafios que não foram para frente. Primeiro contra antigos desafetos, casos de Wanderlei Silva e Anderson Silva. “Phenom” chegou a trocar farpas e desafiar Chael Sonnen e disparou contra Brock Lesnar. Por último, no MMA, chegou a lançar um convite para Yoel Romero, que deixou o UFC e assinou com o Bellator.

Fora o MMA, o histórico nome do Vale-Tudo/MMA buscou desafios também no Boxe. Vitor Belfort desafiou Roy Jones Jr. e Evander Holyfield, dois ex-campeões mundiais da nobre arte. O primeiro fez uma luta de exibição contra Mike Tyson em novembro passado, enquanto o segundo anunciou que também vai voltar a competir em breve. A lista aumenta e o ex-campeão do UFC ainda não tem data e nem oponente para retornar.