A sequência de sete vitórias faz de Charles do Bronx um dos principais destaques do Brasil no UFC atualmente. Dono do recorde de finalizações (14 triunfos) em lutas da organização, o peso-leve vai encarar Tony Ferguson no UFC 256, marcado para o dia 12 de dezembro, em Las Vegas (EUA). O combate, que promete ser um das mais eletrizantes da noite, pode definir o próximo postulante ao cinturão da categoria – ainda em posse de Khabib Nurmagomedov.

Ciente do oponente que terá pela frente, o paulista admitiu que vai encarar o maior desafio de sua carreira até agora. Charles sabe que vai precisar usar todas suas habilidades para sair do combate com o braço erguido e, para isso, confia em seu ótimo momento e nos treinos desenvolvidos na Chute Boxe Diego Lima.

“Com certeza ele (Tony Ferguson) será uma das lutas mais difíceis da minha carreira. Ele é um cara completo, tem o estilo próprio e acho que ele vai lutar do mesmo jeito. É um ex-campeão interino da categoria, mas não é esse bicho-papão todos que muitos estão falando. Estou com a cabeça boa, meu corpo está bem e tenho a melhor equipe do mundo. Estou 100% feliz com essa oportunidade. Entrei no UFC para fazer história. Tenho evoluído bastante na parte em pé, mas todo mundo sabe que o que sei de fazer melhor é o Jiu-Jitsu. Pode ser um caminho para conquistar essa vitória, sem dúvidas”, afirmou o lutador de 31 anos.

Focado em chegar ao topo dos leves, Charles fez questão de elogiar Khabib Nurmagomedov, que recentemente anunciou sua despedida do MMA profissional. Além disso, ele acredita muito em uma vitória sobre Tony Ferguson e, consequentemente, uma disputa de título contra Conor McGregor ou Dustin Poirier.

“O Khabib merece todo o respeito, é um fenômeno do esporte. Com a aposentadoria dele, a categoria ficou aberta. Com uma vitória sobre o Ferguson, vou ficar esperando o vencedor dessa luta (McGregor x Poirier, que se enfrentam em janeiro). Não tem outra possibilidade, é isso que vai acontecer”, aposta o brasileiro.

Do Bronx já pisou no octógono em 26 oportunidades. Após pavimentar seu caminho com muito esforço, o peso-leve tem certeza que chegou a hora de brilhar entre os maiores nomes de sua divisão no UFC: “São dez anos de Ultimate. Dez anos fazendo história e esperando meu momento. Chegou a minha hora. Vamos fazer acontecer. O importante é estar feliz e com a cabeça no lugar. Os resultados vão vir”, concluiu.

CARD COMPLETO:

UFC 256
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 12 de dezembro de 2020

Card principal (0h, horário de Brasília)
Peso-mosca: Deiveson Figueiredo x Brandon Moreno
Peso-leve: Charles do Bronx x Tony Ferguson
Peso-leve: Renato Moicano x Rafael Fiziev
Peso-médio: Kevin Holland x Ronaldo Jacaré
Peso-pesado: Junior Cigano x Ciryl Gané

Card preliminar (20h30, horário de Brasília)
Peso-palha: Mackenzie Dern x Virna Jandiroba
Peso-meio-médio: Li Jingliang x Dwight Grant
Peso-pena: Cub Swanson x Daniel Pineda
Peso-palha: Angela Hill x Tecia Torres
Peso-pena: Chase Hooper x Peter Barrett
Peso-pena: Billy Quarantillo x Gavin Tucker
Peso-pesado: Sergey Spivak x Jared Vanderaa
Peso-médio: Karl Roberson x Dalcha Lungiambula
Peso-mosca: Andrea Lee x Gillian Robertson