Ex-campeão peso-médio do Bellator, Rafael Carvalho, anunciou recentemente o fim do contrato com a organização, onde foi campeão da categoria até 84kg durante três temporadas seguidas, e tinha vínculo desde o ano de 2014. O brasileiro, que vinha lutando como meio-pesado em suas últimas apresentações na franquia, tem em seus planos voltar à divisão que o consagrou na companhia americana.

Conhecido por aplicar grandes nocautes ao longo de sua carreira, Carvalho tem um currículo de destaque no MMA profissional e permaneceu como campeão do Bellator na categoria dos médios, defendendo o título em três oportunidades na organização, de 2015 a 2018, somando 16 vitórias em 21 confrontos na carreira, a maioria delas por via rápida.

“Eu só tenho a agradecer por todos esses anos que defendi os títulos pelo Bellator. Aprendi muito, conheci novas pessoas, lugares, conquistei títulos, reconhecimento e me superei. Agora é uma nova fase na minha vida pessoal e profissional e estou me dedicando intensamente para fazer o meu melhor. Sou carioca, me mudei para os EUA desde 2019, para levar a minha carreira a um nível superior. As mudanças são naturais e necessárias quando um atleta tem foco no futuro.” comentou Rafael, enquanto divide o tempo entre os treinos e a dedicação aos filhos gêmeos com a lutadora Marília “The Tigress” Morais, nascidos recentemente.

O atleta subiu para a categoria meio-pesado de olho em um recomeço em sua carreira. Rafael já teve a experiência em sua estreia no cage, que passou por um revés para Vadim Nemkov no co-main event do Bellator 230, realizado em Milão, na Itália, em 2019. O brasileiro vem de uma sequência de quatro derrotas e uma vitória em suas últimas cinco lutas, e em sua última apresentação, no mês de setembro, foi derrotado por Alex Polizzi no Bellator 245.

Durante a pandemia, o lutador, que domina as técnicas de Muay Thai e Jiu-Jitsu, intensificou os treinos para voltar a, futuramente, disputar o título peso-médio. Carvalho, que é o primeiro brasileiro a se consagrar campeão dos médios no Bellator, promete estar de volta em breve ao cage mostrando o estilo de luta que o consagrou ao longo de sua carreira. Aos 34 anos, o atleta garante que está em plena forma e falou que a pandemia não atrapalhou os seus planos em 2020.

“A pandemia foi uma das etapas, e não um obstáculo, porque diminuiu o capital humano que sobrou na academia. Eu mudei a minha rotina para me adaptar, manter a forma e o reflexo. Tentamos treinar de forma inteligente, criativa, mantendo o ritmo e aproveitando os atletas mesmo de pesos diferentes. Eu avalio a minha fase como regular, venho de vitórias e derrotas, estou treinando de 4 a 6 horas por dia, focado nos treinos técnicos e de condicionamento físico. Estou seguindo uma dieta com base em carboidratos, proteínas e polivitamínicos, para manter meu peso. O que eu tenho que fazer é treinar para me superar a cada dia”, afirmou.