* Um dos grandes ícones do Jiu-Jitsu, Fábio Gurgel, após 31 anos de faixa-preta, recebeu a faixa-coral em outubro deste ano. O “General” da Alliance é um dos nomes mais respeitados dentro do esporte e contou sobre esse sentimento de atingir um importante posto dentro da arte suave.

“Seria um evento junto com outras comemorações da Alliance, mas a pandemia impediu que fizéssemos algo maior neste sentido. Mas, acho que vale é o sentimento, receber a faixa das mãos do Michael (Langhi). Foi uma grande emoção, na frente dos meus alunos e isso é um marco. A minha preocupação quando eu ganhei a faixa-preta era não morrer. Era me manter vivo até esse momento. Pensamos muito só na gente e esquecemos de compartilhar as boas experiências. Eu chego neste momento, na faixa-coral, em um momento muito bom da minha vida”, apontou o mestre Gurgel à TATAME.

Neste ano de 2020, o faixa-coral também saiu do posto de comandante da Alliance São Paulo e transferiu o cargo para Michael Langhi. Gurgel explicou a nova função à frente da equipe mais vitoriosa do Jiu-Jitsu.

“Uma transição de ser o comandante de uma academia exclusivamente, para dar mais atenção ao crescimento da Alliance como todo, para que possamos dar um suporte mais profissional para os afiliados, para que eles entendam mais a questão de metodologia e gestão das academias. O meu trabalho é basicamente esse, criar ferramentas para as academias da Alliance serem mais bem-sucedidas”, concluiu.

Confira abaixo entrevista na íntegra com o faixa-coral Fábio Gurgel:

*Por Yago Rédua