Aposentado do MMA desde maio, quando derrotou Dominick Cruz no UFC 249, Henry Cejudo se mantém inteirado sobre os acontecimentos na categoria peso mosca, talvez pelo fato de que, a qualquer momento, o lutador pode retornar ao Ultimate, tendo em vista que, aos 33 anos, ainda tem “lenha para queimar” no esporte. O alvo da vez do ex-campeão duplo é o brasileiro Deiveson Figueiredo, atual detentor do cinturão até 57kg da organização. Em entrevista ao canal “The Schmo”, o americano não economizou nas provocações ao “Deus da Guerra”.

“A única razão pela qual o Deiveson Figueiredo está lá (como campeão peso-mosca do UFC) é por minha causa. Para mim, ele não é o dono de nada. Fui eu quem dei a ele essa posição. Estou permitindo que ele tome conta do meu cinturão, e ele tem sido uma babá muito boa”, disparou Cejudo, que anunciou sua aposentadoria do MMA logo após ter vencido Dominick Cruz, deixando os títulos peso-mosca e galo vagos.

Cejudo não parou por aí. O “Triple C” ainda afirmou que “sabe o caminho” para vencer Deiveson e apontou o corte de peso como uma espécie de “ponto fraco” do paraense. Vale ressaltar que o brasileiro derrotou Alex Perez por finalização no último dia 21 de novembro e tem uma nova defesa de cinturão marcada para o próximo dia 12 de dezembro, na luta principal do UFC 256, diante do mexicano Brandon Moreno.

“Ainda sou um fã do esporte. Gosto de assistir esses caras, mas acho que, mais do que tudo, sou um crítico. Toda vez que assisto às lutas, só olho as coisas que os lutadores estão fazendo de errado, mesmo com o Deiveson, e é por isso que acho que ele vai ter uma vida difícil e pode até perder para o Brandon Moreno. Tudo o que você tem a fazer com um cara como Deiveson Figueiredo é fazê-lo lutar no primeiro round, porque ele perde muito peso. No momento em que o segundo, terceiro round chegar, ele começará a ter músculos pesados. Na verdade, vou apostar no Brandon Moreno para vencer o Deiveson Figueiredo dia 12”, projetou o ex-campeão, que apesar de apostar em Moreno, deixou um recado para o mexicano.

“(Deiveson Figueiredo) perde muito peso e vai sentir isso. Lembre-se, não é tanto o peso, é o cansaço que vem com a perda de peso, e ainda acho que ele é um pouco antiquado com a forma como faz. Então, se eu fosse Brandon Moreno, capitalizaria isso. Teremos um novo campeão peso-mosca. Acredito que Brandon vai vencê-lo. Além disso, ele (Brandon Moreno) costumava treinar comigo também, sabe quem é o chefe”.