* Com duas derrotas em suas últimas três lutas, sendo a última em outubro, para Cory Sandhagen, Marlon Moraes entra em ação no próximo sábado (19), no card do UFC Vegas 17, em Las Vegas (EUA), disposto a retomar o caminho das vitórias. Atual terceiro colocado no ranking peso-galo do Ultimate, o brasileiro terá pela frente o americano Rob Font, que venceu suas últimas duas apresentações na companhia e, atualmente, ocupa o 11º lugar na lista dos melhores da categoria.

Com a experiência de já ter disputado o título da divisão e ter enfrentado grandes nomes dos galos, o atleta de Nova Friburgo (RJ) sabe que faz parte de uma das categorias mais disputadas do UFC. Diante disso, a importância do confronto diante de Font não está somente relacionado em voltar a vencer, como também em se manter entre os postulantes à uma futura disputa de cinturão. Em entrevista à TATAME, Marlon falou sobre o atual momento do peso-galo no Ultimate, citando o alto nível dos atletas, até mesmo os que não estão no Top 5 neste momento.

“Tem o Petr Yan, Aljamain Sterling, eu, Cory Sandhagen, José Aldo, mas tem outros nomes também, como Frankie Edgar, Pedro Munhoz, Dominick Cruz, Jimmie Rivera, Raphael Assunção… É a categoria mais disputada do UFC, são caras duríssimos. Não tem ninguém em um nível muito acima em relação ao outro, então qualquer um pode vencer, o cinturão pode estar na mão de qualquer um desses atletas a qualquer momento. O ano de 2021 reserva grandes emoções, certamente”, analisou.

Veja a entrevista completa com Marlon Moraes: 

– Derrota em última luta e motivação para buscar vitória no sábado

Na minha última luta (contra o Cory Sandhagen), infelizmente, o resultado não foi o que a gente trabalhou, o que eu treinei, mérito para o meu oponente. Mas eu me vejo no nível de qualquer um do topo dessa categoria. Voltei para casa, decidi lutar de novo, acho que depois de uma derrota, você não deve se esconder, e sim mostrar do que é feito. E eu logo pedi uma luta e quero mostrar a todos do que sou capaz. Entro sem medo de perder, treinei muito para essa luta, venho mais forte do que nunca e com sede de vitória. No sábado, espero entrar e mostrar a todos a capacidade que tenho de dar a volta por cima.

– Análise da derrota para Cory Sandhagen em outubro

No primeiro round, até considero que perdi, mas numa luta de cinco assaltos, no primeiro round tem muita coisa a ser estudada. Começou o segundo, eu fui surpreendido por um chute, caí e meu oponente aproveitou muito bem o momento. Méritos para ele, vitória dele. Espero trazer essa desatenção, esse momento de displicência minha como lição, para vir muito ligado nessa luta de sábado, bem preparado e não dar espaço nenhum para cometer erros. O objetivo é esse, entrar lá, fazer uma luta perfeita e sair com a vitória.

– Avaliação sobre Rob Font, oponente desse sábado

Ele é um cara duro, bom em pé e no chão, mas estou vindo para ser melhor em todas as áreas. Quero ser melhor nos três rounds, isso se eu não tiver uma oportunidade para nocautear ou finalizar antes. Quero dominar e trazer a vitória sem nenhuma contestação, muito pelo contrário, quero uma vitória incontestável.

– Tranquilidade visando os próximos passos na categoria peso-galo

Quero fechar 2020 bem, vencendo e lutando bem, é o meu objetivo. O cinturão peso-galo, ser o número 1 do ranking da categoria, isso aí o futuro vai dizer, o UFC que vai definir. A categoria está bagunçada, então quero entrar lá e mostrar o que eu posso fazer, mostrar meu potencial e onde realmente posso chegar, só isso.

– Alto nível da divisão dos galos e expectativas para 2021

Tem o Petr Yan, Aljamain Sterling, eu, Cory Sandhagen, José Aldo, mas tem outros nomes também, como Frankie Edgar, Pedro Munhoz, Dominick Cruz, Jimmie Rivera, Raphael Assunção… É a categoria mais disputada do UFC, são caras duríssimos. Não tem ninguém em um nível muito acima em relação ao outro, então qualquer um pode vencer, o cinturão pode estar na mão de qualquer um desses atletas a qualquer momento. O ano de 2021 reserva grandes emoções, certamente.

CARD COMPLETO:

UFC Vegas 17
UFC Apex, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 19 de dezembro de 2020

Card principal (21h, horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Stephen Thompson x Geoff Neal
Peso-galo: José Aldo x Marlon Vera
Peso-meio-médio: Michel Pereira x Khaos Williams
Peso-galo: Marlon Moraes x Rob Font
Peso-mosca: Gillian Robertson x Taila Santos
Peso-pesado: Marcin Tybura x Greg Hardy

Card preliminar (18h, horário de Brasília)
Peso-meio-médio: Anthony Pettis x Alex Morono
Peso-galo: Sijara Eubanks x Pannie Kianzad
Peso-médio: Karl Roberson x Dalcha Lungiambula
Peso-casado (até 88,5kg): Deron Winn x Antônio Arroyo
Peso-galo: Aiemann Zahabi x Drako Rodriguez
Peso-médio: Tafon Nchukwi x Jamie Pickett
Peso-mosca: Jimmy Flick x Cody Durden
Peso-leve: Rick Glenn x Carlton Minus

* Por Mateus Machado