Mestre Hulk revela episódio ‘traumático’ após filha ter o nariz quebrado por ex-namorado; equipe expulsa lutador

Um dos grandes nomes da Capoeira, o Mestre Hulk se viu diante de uma situação delicada nos últimos dias: a filha, Kellen Rodrigues, foi agredida pelo ex-namorado, o lutador Rubens Figueira dos Santos, e teve o nariz quebrado. O fato aconteceu na confraternização da equipe Família Fight de Kickboxing em Honório Gurgel, na Zona Norte do Rio, e está sendo investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher.

À TATAME, Hulk disse que foi um episódio “traumático” e se queixou da falta de apoio da comunidade do Kickboxing: “Nunca imaginei que isso poderia acontecer com uma filha minha. Sempre respeitei todos na luta e fora dela. Quando minha filha escolheu o Kickboxing, depois de ter aprendido muito sobre a Capoeira, achei muito legal, pois percebi que ela estava vingando no mundo da luta e queria alcançar novos horizontes, mas fiquei muito triste quando soube que parte desses praticantes apoiaram o agressor e não socorreram a verdadeira vítima. Hoje, me orgulho ainda mais de ser um capoeirista, porque na Capoeira jamais iríamos apoiar um agressor, seja ele quem for”, comentou o Mestre da Capoeira, que recebeu apoio da subsecretária Simone Costa, responsável pela pasta de Políticas para Mulheres do município do Rio de Janeiro.

Kellen é faixa-marrom de Kickboxing e teve um namoro de 1 ano e três meses com “Rubinho” que foi marcado por “brigas”. Segundo ela, o motivo da agressão foi por “ciúmes” por parte de Rubens. Ele, recentemente, reatou o casamento com a mãe de seus três filhos. O lutador disse à TATAME que vivia, mesmo assim, um relacionamento extraconjugal com a filha do Mestre Hulk. À reportagem, o faixa-preta confirmou a agressão.

O ícone da Capoeira disse que a filha se sentiu culpada no primeiro momento após ser agredida pelo ex-namorado. O Mestre Hulk disse que conversou e deu todo suporte para a Kellen. Além disso, ele também afirmou que lutadores e outras pessoas estão se unindo para levantar uma bandeira contra o feminicídio: “Só acho que, acima de tudo, o que deve prevalecer é a justiça, pois sabemos que a cada vez que a Justiça não executa o seu papel com a devida rigidez, outras Kellens serão nocauteadas fora dos ringues”, concluiu.

Lutador é expulso da Família Fight

O caso de agressão envolveu diretamente a equipe pelo fato de a vítima e o agressor fazerem parte da Associação de Kickboxing Família Fight (AKBFF). Deste modo, foi realizado uma assembleia, comandada pelo presidente da equipe Marcos Torquato sobre a expulsão ou não de Rubens Figueira da equipe. O time tem 26 faixas pretas. 16 votaram pela expulsão, seis pela suspensão e outros quatro preferiram não votar.

À TATAME, Marcos comentou a decisão da equipe: “Sou o presidente, mas não decido tudo sozinho, tudo aqui é decidido em votação. Eu votei pela expulsão, sou contra qualquer tipo violência. Tenho esposa, filha, irmã, mãe e penso em todas, principalmente, nas minhas alunas que são como filhas pra mim. Fui ao hospital e falo com ela (Kellen) todos os dias. Pergunto se precisa de algo, não faço isso somente como presidente da equipe, mas também como um amigo e representando toda a equipe”, declarou o presidente da AKBFF.

O presidente da Família Fight ainda destacou que a equipe completa 15 anos no próximo mês de janeiro e será realizado um aulão de defesa pessoal para mulheres, além de palestras abordando sobre o tema.