O Bellator adquiriu dois grandes nomes para o seu plantel neste fim de 2020: Yoel Romero e Anthony Johnson, ex-integrantes do elenco do UFC, que vão competir na categoria dos meio-pesados. Naturalmente, os fãs estão nas redes sociais pedindo para que a organização promova este aguardado embate.

Scott Coker, presidente do Bellator, afirmou que planeja este combate para 2021, mas não quis cravar nenhuma data: “Essa é a luta que os fãs querem ver. E a minha filosofia sempre foi se a luta existe e você pode fazer, você sempre a faz porque não há garantia de que a luta estará lá em seis meses ou um ano. Parece que essa luta tem muito calor e não estou dizendo que vai acontecer, mas definitivamente teremos uma conversa séria sobre isso em algum momento”, comentou o dirigente ao site MMA Junkie.

Aos 43 anos, Romero deixou o UFC neste mês de dezembro. Durante a pesagem pelo Ultimate, o cubano sempre foi um dos principais nomes do peso-médio e esteve envolvido em quatro disputas de título. Já Johnson não sobe no cage desde abril de 2017, quando perdeu para o então campeão Daniel Cormier.

Johnson rejeita subir para os pesados

Ao anunciar que estava abandando a aposentadoria e iria voltar ao MMA, Johnson chegou a cogitar que iria subir de peso e competiria nos pesados. No entanto, em entrevista ao MMA Fighting, “Rumble” refutou a ideia, garantindo assim que vai seguir nos meio-pesados (até 93kg). “Rumble” disse que estava “gordo” na época.

“Todo mundo vive falando sobre a causa dos pesos-pesados que eu mencionei, mas todo mundo também tem que perceber que eu estava gordo sempre que falava em lutar no peso-pesado. Eu estava gordo. Então, eu não sonhava em pesar 104 kg ou menos novamente. Mas você tem monstros no peso pesado”, afirmou.