O ano de 2021 não deve ser do jeito que o ex-campeão Robert Whittaker está planejando, pelo menos se for levar em consideração a última declaração de Dana White, presidente do UFC. O peso-médio, que perdeu o cinturão para Israel Adesanya em 2019, venceu dois compromissos na sequência – Darren Till e Jared Cannonier – e agora afirmou que vai esperar para fazer a revanche contra o nigeriano. À ESPN americana, o dirigente explicou que não é bem assim e que o neozelandês deve fazer um novo combate antes do title shot.

“Não acho que ele vai ter uma chance pelo título em breve. Ele terá que lutar com outra pessoa primeiro. Vai depender do que acontecer com Israel e Jan (Blachowicz). Vamos ver o que acontece”, disse o “Big Boss”.

Atual campeão da categoria até 84kg, Adesanya vai subir de peso e fará uma superluta contra Jan Blachowicz, que detém o cinturão dos meio-pesados. O combate será no dia 6 de março, pelo UFC 259.

Essa declaração de Dana abre a possibilidade de o brasileiro Paulo Borrachinha, que vem de derrota para o campeão Adesanya, ter o seu desejo atendido. No fim de 2020, o mineiro chegou a pedir para lutar contra o neozelandês e com o cinturão interino da categoria em jogo. Na última semana, o empresário do lutador, Wallid Ismail, reforçou o desejo do peso-médio e afirmou que será a melhor opção para o Ultimate.