Enquanto Khabib Nurmagomedov segue afirmando que não vai retornar ao MMA e que sua aposentadoria é oficial, Dana White, presidente do UFC, pensa diferente. O dirigente manteve “The Eagle” como campeão dos leves, mesmo já tendo se passado cerca de três meses da decisão do russo de encerrar a carreira.

O “Big Boss” revelou que a última conversa presencial com Khabib desde o anúncio da aposentadoria após finalização sobre Justin Gaethje, no UFC 254, foi exatamente em Abu Dhabi (EAU). Depois, os dois apenas conversaram por troca de mensagens pelo celular. Sem dizer o dia exato, Dana tem uma reunião marcada com o número um do ranking peso-por-peso para tentar convencê-lo de lutar, pelo menos, mais uma vez.

“Obviamente, vou me encontrar com ele porque acredito que ele deveria lutar novamente. Quero dizer, olhe o que ele fez com Justin Gaethje. Veja o que ele fez com cada oponente que enfrentou (no peso leve do UFC). Isso é como na ocasião que eu queria a permanência do (Daniel) Cormier, ainda acho que eles são os melhores do mundo. E então há sempre a discussão. Acho que ele deveria lutar novamente e vou pressioná-lo o máximo que eu puder por mais um combate”, garantiu o presidente, em entrevista à ESPN americana.

A decisão de Khabib de encerrar a carreira veio após a morte do pai, Abdulmanap Nurmagomedov, vítima de complicações da Covid-19 em julho de 2020. Dana acredita que seria marcante “The Eagle” lutar mais uma vez e encerrar a trajetória com o cartel de 30-0. Para o dirigente, o confronto que parece mais forte neste momento é um reencontro com Conor McGregor, que encara Dustin Poirier no próximo dia 23, pelo UFC 257.

“Não importa o que você pense de Conor pessoalmente, ele não é apenas um dos melhores do mundo, mas um dos melhores que já fez isso. No momento, ele está tão focado como nunca. Não sei se este vai ser o mesmo Conor depois da luta com Poirier. Como você disse, Conor é assim (faz gesto para cima e para baixo). Mas se este Conor permanecer focado, como você não fará Khabib contra Conor novamente?”, concluiu.