No último sábado (23), Dustin Poirier chocou o mundo do MMA ao derrotar Conor McGregor por nocaute na luta principal do UFC 257, em Abu Dhabi (EAU). O importante triunfo também credenciou o americano como um dos próximos nomes a disputar o cinturão peso-leve do Ultimate, atualmente em posse de Khabib Nurmagomedov. Porém, como o russo segue aposentado, a tendência é que Dana White – presidente da franquia – case Poirier contra algum outro adversário do topo da categoria. Entre eles, o favorito dos fãs brasileiros é Charles do Bronx, terceiro colocado no ranking e que, segundo “The Diamond”, é quem tem mais argumentos para um duelo.

“Acho que ele (Charles) tem mais argumentos para disputar o título. Estou observando esse cara há 10 anos no UFC, duas classes de peso diferentes. Ele lutou contra os melhores diversas vezes. Ele foi nocauteado e se levantou, provou que o MMA é perseverança. Eu respeito isso. Não que eu não respeite o Chandler. Só acho que há mais trabalho para ele do que vencer um cara que eu acabei de derrotar”, disse Poirier em coletiva de imprensa após o evento, de acordo o MMA Fighting.

Aos 31 anos, Charles do Bronx vem de impressionante oito vitórias seguidas e, em sua última luta, derrotou o ex-campeão interino Tony Ferguson por decisão unânime dos jurados. Concorrendo com o brasileiro estão Michael Chandler, ex-campeão peso-leve do Bellator e que estreou no UFC 257 batendo Dan Hooker por nocaute técnico no primeiro round, além de Justin Gaethje, último rival de Khabib, que acabou finalizado pelo russo em outubro do ano passado.

“Posso garantir que não vou lutar contra o Michael Chandler. Eles (UFC) podem fazer o que quiserem com a divisão, eu realmente não me importo. Se fizer sentido (a luta), aí faremos. Sem desrespeito ao Chandler, ele parece um bom marido, um bom pai, fala bem, respeitoso. Não é nada contra ele, são apenas meus sentimentos em relação ao esporte e à divisão. Eu perdi para o Khabib, voltei e fiz a ‘Luta do Ano’ para vocês, conquistei uma vitória contra um adversário do Top 5. (…) Gaethje veio e foi derrotado (pelo Khabib), assim como eu. Não quero acabar com Gaethje, mas ele perdeu. Acho que Charles (é o próximo), provavelmente, ou deixe-os lutar para ver quem leva”, opinou Poirier, completando ainda que Chandler precisa fazer mais no UFC antes de conseguir sua chance.

“Khabib já reiterou que não quer mais lutar – cara, eu sou o campeão. Eu não vou lutar contra alguém – com todo respeito ao Chandler – que acabou de chegar ao UFC e venceu um cara que estava vindo de derrota”.