Aos 32 anos, Washington Luis tem brilhado no cenário norte-americano de Jiu-Jitsu. O atleta da GFTeam Texas participou de poucas competições no ano passado, devido à pandemia do coronavírus, mas mesmo assim conseguiu deixar a sua marca nos torneios que disputou. Prata no Pan No-Gi e bicampeão do Mundial Master, o faixa-preta falou das dificuldades de conciliar as aulas que dá com treinos de alta performance.

“Não temos muito tempo para conciliar os treinos de alta performance com as aulas aqui nos Estados Unidos, mas na medida do possível procuro estar sempre treinando com os alunos e com meus professores, Marcus Bello e Ricardo Evangelista (também faixas-preta)”, declarou Washington.

Natural da cidade do Rio de Janeiro, o faixa-preta foi um dos destaques do Mundial Master, que aconteceu em dezembro do ano passado, em Kissimmee, na Flórida (EUA). Vivendo grande fase na carreira, Washington atualmente ocupa a quarta colocação no ranking faixa-preta da IBJJF, categoria master. De olho em voos ainda mais altos na carreira, o atleta espera iniciar o calendário de competições de 2021 com o pé direito:

“Pretendo lutar um campeonato local daqui da cidade, o Houston Open da IBJJF, e a expectativa para esse torneio é testar diferentes situações do meu jogo”, projetou o casca-grossa carioca.

Representante também da Furia Training Center / GFTeam e da “O Athletik Gym”, o atleta ainda soma alguns títulos do Grand Slam da AJP, além de inúmeros Opens. Aguardando o calendário de competições da IBJJF ser definido nesta temporada, Washington Luis comentou os seus principais planos para o ano que começa.

“Estou esperando a IBJJF publicar o cronograma de competições do ano para focar nos torneios mais importantes como o Mundial Master, o Pan Gi e No-Gi, e as competições da AJP. Também pretendo conseguir ficar entre os três primeiros colocados no ranking master da IBJJF ao fim de 2021”, finalizou o experiente faixa-preta, que reside nos Estados Unidos ao lado dos professores Ricardo Evangelista e Marcus Bello.