Enfim o Tribunal de Justiça de Orange County, na Califórnia (EUA), definiu a pena de Ralph Gracie pelo caso de agressão contra Flávio “Cachorrinho” Almeida, em dezembro de 2018, durante a realização do Mundial No-Gi de Jiu-Jitsu. Na época, Ralph acertou o representante da Gracie Barra com uma cotovelada e, como consequência da agressão, Flávio sofreu uma convulsão e perdeu alguns dentes.

Ralph foi condenado pela Justiça americana a cumprir seis meses de prisão em regime fechado e mais três anos em liberdade condicional. Ainda de acordo com os advogados de Flávio, Fernanda Freixinho e Daniel Raizman, ele terá que pagar uma multa de US$ 50 mil  (cerca de R$ 264 mil), fazer um curso de controle de raiva e está proibido de deixar os EUA. A previsão é que Ralph se entregue às autoridades em uma semana.

Relembre o caso

Ralph foi acusado de agredir Flávio Almeida, da Gracie Barra, durante o Mundial No-Gi da IBJJF em dezembro de 2018. Em vídeo divulgado na internet no período da confusão, é possível ver o Gracie disparando uma cotovelada no rosto de “Cachorrinho”, enquanto os dois assistiam uma luta que acontecia no evento. Na época, a Gracie Barra afirmou que a “rixa” entre os dois era mais antiga e Ralph teria “ameaçado” Flávio de “não abrir academias em seu território” nos Estados Unidos. Na agressão, Flávio sofreu convulsão e perdeu alguns dentes, tendo, inclusive, divulgado uma foto posteriormente sem os dentes incisivos.

Por conta de toda a situação, Ralph Gracie também sofreu consequências no âmbito esportivo, sendo proibido de competir, atuar como treinador e entrar em eventos da International Brazilian Jiu-Jitsu Federation (IBJJF). Procurado pela equipe da TATAME ao longo dos últimos meses, o faixa-preta não se manifestou.