O segundo dos três eventos seguidos do UFC que serão realizados na “ilha da luta”, em Abu Dhabi (EAU), acontece nesta quarta-feira (20), a partir das 11h (horário de Brasília). Na luta principal do UFC Fight Island 8, os meio-médios Michael Chiesa (17-4-0) e Neil Magny (24-8-0) se enfrentam de olho em uma vaga no Top 5 da categoria. Além da dupla, seis brasileiros entram em ação: Warlley Alves, Vinícius Mamute, Viviane Araújo, Markus Maluko, Douglas D’Silva e Francisco Figueiredo, todos em disputas contra estrangeiros.

Vencedor da 15ª temporada do The Ultimate Fighter, Michael Chiesa se estabeleceu como um dos melhores pesos leves do mundo com vitórias sobre Beneil Dariush e Jim Miller antes de subir para a categoria de cima, em 2018. Desde a mudança, se manteve invicto com triunfos sobre Rafael dos Anjos, Diego Sanchez e Carlos Condit. Atual oitavo colocado no ranking da divisão até 77kg, ele busca a sua quarta vitória seguida.

Atleta do UFC desde 2013, Neil Magny já enfrentou os principais lutadores da organização. Considerado um dos mais ativos do evento – com um recorde de cinco vitórias em 2014 –, o americano tem em seu currículo triunfos sobre os ex-campeões do UFC Robbie Lawler, Johny Hendricks e Carlos Condit. Nono entre os meio-médios, Magny entra em 2021 de olho em mais um grande resultado e a oportunidade de lutar pelo título.

Warlley em busca de reabilitação

Um dos seis brasileiros em ação no evento desta quarta-feira, o peso-meio-médio Warlley Alves (14-4-0) protagoniza a luta co-principal da tarde junto do tunisiano Mounir Lazzez (10-1-0). Campeão da terceira temporada do The Ultimate Fighter Brasil, em 2014, o mineiro de Governador Valadares vai para a sua 12ª luta no UFC pronto para reencontrar o caminho das vitórias. Em sua última luta, em novembro de 2019, Warlley foi superado por Randy Brown. Já Lazzez possui apenas uma luta na franquia, mas impressionou em sua estreia.

Irmão de Deiveson faz estreia

O card também marca a estreia de Francisco Figueiredo (13-3-1, 1NC). Irmão do campeão Deiveson, o também peso-mosca tem 11 vitórias e três derrotas na carreira, e já foi campeão do Jungle Fight. Seu adversário será o americano Jerome Rivera (10-3-0), contratado depois de participar da última temporada do Dana White’s Contender Series. Em seu debute no UFC, em setembro, ele foi nocauteado por Tyson Nam.

Vivi Araújo de olho no Top 5

O duelo entre a brasileira Viviane Araujo (9-2-0) e a americana Roxanne Modafferi (25-18-0) promete agitar a divisão peso mosca feminina. Atual nona da categoria, Vivi estreou no UFC em maio de 2019 e soma, até o momento, três vitórias e um revés. Em sua última luta, em setembro passado, ela venceu Montana De La Rosa.

Uma posição acima no ranking está Roxanne Modafferi. Participante das temporadas 18 e 26 do The Ultimate Fighter, “The Happy Warrior” tem oito lutas no UFC, mas ainda não conseguiu emplacar uma sequência de triunfos. Na última vez que entrou no octógono, também em setembro de 2020, venceu Andrea Lee por decisão. A atleta que tiver o seu braço levantado após a luta pode garantir uma vaga no Top 5 da categoria.

Mais três brasileiros em ação

Um trio de brasileiros completa o time que estará em ação na “ilha da luta”. O peso-pena Douglas Silva (23-6-0, 1NC) volta a lutar depois de mais de um ano longe do octógono em busca da sua segunda vitória seguida. Na última apresentação, em novembro de 2019, venceu o também brasileiro Renan Barão. Seu rival será o inglês Lerone Murphy (9-0-1), que está invicto na carreira, sendo um triunfo e um empate no Ultimate.

Contratado depois de participar da versão brasileira do Contender Series, o meio-pesado Vinícius Mamute (9-4-0) enfrenta Ike Villanueva (16-11-0) com o objetivo de conquistar o seu primeiro triunfo dentro da maior organização de MMA do mundo. Em caso de derrota, ele corre sérios riscos de ser demitido da franquia.

O natural de São Paulo Markus “Maluko” Perez (12-4-0) também quer voltar a vencer, dessa vez contra o sul-africano Dalcha Lungiambula (10-2-0). O peso-médio vem de derrota para Dricus Du Plessis em outubro, na segunda passagem do UlFC pela “ilha da luta” em Abu Dhabi. Para este duelo, Markus prometeu nova atitude.

RESULTADOS COMPLETOS:

UFC Fight Island 8
Ilha da Luta, em Abu Dhabi (EAU)
Quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Card principal
Michael Chiesa derrotou Neil Magny por decisão unânime dos jurados
Warlley Alves derrotou Mounir Lazzez por nocaute técnico no 1R
Ike Villanueva derrotou Vinícius Mamute por nocaute no 2R
Viviane Araújo derrotou Roxanne Modafferi por decisão unânime dos jurados
Matt Schnell derrotou Tyson Nam por decisão dividida dos jurados
Lerone Murphy derrotou Douglas D’Silva por decisão unânime dos jurados
Omari Akhmedov finalizou Tom Breese com um katagatame no 1R

Card preliminar 
Ricky Simon finalizou Gaetano Pirrello com um katagatame no 2R
Su Mudaerji derrotou Zarrukh Adashev por decisão unânime dos jurados
Dalcha Lungiambula derrotou Markus Maluko por decisão unânime dos jurados
Francisco Figueiredo derrotou Jerome Rivera por decisão unânime dos jurados
Mike Davis derrotou Mason Jones por decisão unânime dos jurados
Umar Nurmagomedov finalizou Sergey Morozov com um mata-leão no 2R
Manon Fiorot derrotou Victoria Leonardo por nocaute técnico no 2R