O combate entre Marina Rodriguez e Amanda Ribas, realizado no último sábado (23), no card principal do UFC 257, em Abu Dhabi (EAU), correspondeu às expectativas dos fãs de MMA. As duas lutadoras brasileiras entregaram um bom duelo e Marina saiu vencedora por nocaute no segundo round, mas a história poderia ser completamente diferente. Isso porque a gaúcha, por conta de uma indecisão bizarra do árbitro central Herb Dean, precisou nocautear sua compatriota duas vezes para sair com o triunfo.

No segundo e derradeiro assalto da luta, Rodriguez colocou a trocação, sua especialidade, em jogo. Com bons golpes, a atleta não demorou para “balançar” Amanda com uma de suas combinações, o que levou o árbitro a esboçar uma tentativa de interromper o confronto. Ao ver a ação do árbitro, Marina chegou a comemorar, mas ao ver que o americano não decretou o fim do embate, precisou retomar o foco e conectar mais alguns golpes para aí, sim, ter a certeza da vitória com a intervenção de Herb Dean.

Veja como foi (a partir de 29 segundos):