Com uma atuação de gala no último sábado (16), na luta principal do UFC Fight Island 7, ao derrotar Calvin Kattar por decisão unânime dos jurados após cinco rounds de combate, Max Holloway bateu oito recordes em lutas do Ultimate e impressionou a todos por sua performance. O desempenho impecável chamou atenção até mesmo de seu maior algoz, Alexander Volkanovski – atual campeão peso-pena -, que foi às redes sociais e parabenizou o ex-detentor do título pelo resultado, mas não deixou de provocá-lo.

“Boa luta, Max Holloway. Mas você não consegue esses números quando eu estou na sua frente”, escreveu o australiano, exibindo cartões de pontuação do UFC 245 e 251, ocasiões em que ambos se enfrentaram.

Alexander Volkanovski enfrentou Max Holloway pela primeira vez em dezembro de 2019, quando “Blessed” ainda era o campeão peso-pena do UFC. Na ocasião, apesar do equilíbrio no confronto, o australiano chocou o mundo do esporte ao vencer, por decisão unânime, um dos melhores lutadores peso-por-peso do MMA. Holloway, então, teve direito à revanche imediata, que aconteceu sete meses depois, no UFC 251. Mais uma vez, o encontro foi bem parelho entre os dois atletas, e “The Great” saiu vencedor novamente, dessa vez por decisão dividida dos jurados, em resultado que gerou controvérsia por parte de fãs e especialistas.

Apesar da provocação feita por Volkanovski, Dana White, presidente do UFC, já confirmou que, por conta do grande desempenho diante de Kattar, Max Holloway, provavelmente, será o próximo desafiante ao cinturão peso-pena da organização. Entretanto, vale ressaltar que Alexander tem defesa de título marcada contra Brian Ortega no UFC 260, marcado para acontecer no dia 27 de março, provavelmente em Las Vegas (EUA).