Ex-campeão peso-pena do Bellator, Daniel Straus foi preso na última sexta-feira (5), na Flórida, Estados Unidos, acusado de agressão grave com arma mortal. De acordo com o site MMA Junkie, o lutador teria batido várias vezes em uma vítima do sexo feminino, antes de esfaqueá-la com um “instrumento afiado”. Segundo uma declaração de prisão arquivada no Departamento de Polícia de Hollywood (Flórida), Straus e a mulher estão envolvidos em “um relacionamento íntimo intermitente” nos últimos três anos.

Em depoimento, a vítima afirmou que no dia 21 de janeiro os dois iniciaram uma discussão por mensagem de texto e que o atleta apareceu em seu local de trabalho para dar sequência ao desentendimento. A mulher teria saído do local e entrado em seu veículo, numa tentativa de se afastar de Daniel, que entrou pela porta do passageiro e se recusou a sair. A vítima, então, saiu do carro e passou a ser seguida, momento este em que a discussão aumentou. Straus, supostamente, empurrou a vítima, e ela o empurrou de volta. Enquanto ela tentava voltar para o veículo, a mulher disse que “foi atingida várias vezes pelo réu e caiu no chão”.

A partir disso, os dois envolvidos entraram em seus respectivos veículos, mas a mulher alega que, logo na sequência, passou a receber ligações de Daniel. A nova sequência ocorreu no apartamento do lutador do Bellator, onde ela afirmou que foi empurrada e, em determinado momento, Straus usou um instrumento afiado para apunhalá-la no abdômen. Devido à rapidez do acontecimento, a vítima disse que “não soube descrever qual era o instrumento cortante”. A mulher citou ainda que o americano a seguiu por alguns passos, enquanto ela tentava retornar para casa. Ela, então, procurou ajuda de vizinhos, que a levaram a um hospital local onde recebeu “alguns pontos para fechar a ferida da punção”, segundo seu depoimento. Além do ferimento, a declaração de prisão diz que a vítima sofreu “uma grande contusão no olho direito”.

De acordo com o depoimento, a vítima, inicialmente, não desejava prestar depoimento, mas acabou dizendo que cooperará totalmente com o caso. A mulher afirmou que tem “medo absoluto do réu e sente que, se ele não continuar detido, virá atrás e causará mais danos à ela por notificar a polícia”. Até a última segunda-feira (8), Straus continuava preso sob uma fiança de 100 mil dólares, segundo o “South Florida Sun-Sentinel”.

Atualmente com 36 anos, Daniel Straus possui um cartel de 26 vitórias e nove derrotas no MMA profissional. Sua última luta ocorreu em setembro de 2019, quando foi derrotado por Derek Campos na decisão unânime. Além de ter sido campeão peso-pena do Bellator, o americano é conhecido por já ter enfrentado Patrício Pitbull em três oportunidades, sendo derrotado pelo brasileiro – atual campeão peso-pena e leve – em todas.